Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > JUSTIÇA

Suspeito de zoofilia nega crime e diz que "estava bêbado"

Homem de 51 anos disse que chegou com diarreia em caso e o cachorro teria lambido suas partes íntimas


				
					Suspeito de zoofilia nega crime e diz que "estava bêbado"
Polícia prende em flagrante homem que praticava sexo com cachorro. Reprodução

Foi convertida para preventiva a prisão em flagrante do homem detido no Benedito Bentes, em Maceió, suspeito de praticar zoofilia com um cachorro. Em audiência realizada nesta quinta-feira (4), ele negou o crime e disse que estava bêbado, quando o cão teria lambido as partes íntimas dele.

O suspeito ficará preso por tempo indeterminado. A prisão em flagrante aconteceu nessa quarta-feira (3) e o fato foi registrado em vídeo.

Leia também

Em depoimento, o homem disse que chegou bêbado em casa, com diarreia, e foi ao quintal fazer as necessidades fisiológicas. Nesse momento, segundo ele, o cão teria lambido suas partes íntimas. Após a situação, ele disse que vestiu as roupas e foi tomar banho.

O preso disse ainda que quem o gravou foi a própria enteada, que é a tutora do animal. Ela teria mostrado o vídeo para a mãe. Inclusive, no momento da prisão, policiais contaram que a mãe do preso falou pra ele: “Eu não disse que tinha um vídeo seu por aí”.

O CASO

A Polícia Civil (PC) autuou em flagrante, na noite dessa quarta-feira (3), um homem de 51 anos, suspeito de praticar ato de zoofilia com um cachorro, no bairro do Benedito Bentes, em Maceió.

A prisão foi realizada após uma série de denúncias incluindo imagens em vídeo fornecidas pelo Centro de Controle de Zoonoses, que ajudaram na identificação do suspeito. A ação contou com o apoio do Batalhão do Meio Ambiente.

A polícia recebeu detalhes e foram iniciadas as diligências para localizar o suspeito, que foi encontrado ao anoitecer. De acordo com as equipes, ele não apenas confessou o crime, mas também admitiu ter cometido o ato enquanto estava embriagado.

Inclusive, informações que chegaram à polícia dão conta de que não é a primeira vez que ele comete esse crime. Além disso, investigações policiais, outras espécies de animais também foram vítimas de seus abusos.

Após a prisão, o suspeito foi levado para a Central de Flagrantes, onde foram tomadas as medidas legais necessárias. Enquanto isso, o cachorro foi resgatado e encaminhado ao Centro de Controle de Zoonoses, para tratamento médico e exames clínicos.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas