Mulher presa em AL por mandar matar o próprio filho na BA prometeu pagar ‘o serviço’ com sexo

Menino de 7 anos foi atraído pelo assassino até um córrego, sob a promessa de ser presenteado com uma pipa

A dona de casa Alexsandra Moura da Silva, de 32 anos, condenada por encomendar a morte do próprio filho no Estado da Bahia, uma criança de apenas 7 anos, prometeu pagar o executor do crime com sexo. A mulher estava foragida e foi presa na quarta-feira (20), em Maribondo, interior de Alagoas.

O crime ocorreu em janeiro de 2015, em Camaçari, no interior da Bahia. De acordo com as investigações, quem matou a criança, a mando da mãe, foi José Nilton Pereira, também condenado pela morte a 21 anos de prisão.

Ainda segundo as investigações, a criança foi levada até um córrego e afogada, morrendo por asfixia. O menino havia sido atraído pelo assassino, sob a promessa de ser presenteado com uma pipa.

Além de encomendar a morte do filho, Alexsandra passou todas as orientações ao assassino, de como, inclusive, atrair e matar a criança, conforme as investigações.

Para que o crime fosse executado, a mulher prometeu sexo ao assassino, como forma de pagar pela morte do próprio filho.

A autora deve ser transferida para Bahia, onde deve cumprir a pena imposta pela Justiça.