Ex-BBB Antonela expõe venda de fotos íntimas para craque do futebol. 'Sempre amei ele'

Envolvida em polêmica após sua participação em um reality show da Record, a modelo contou como começou a enviar fotos íntimas para o craque da seleção

A modelo Antonela Avellaneda, ex-participante do "BBB4", contou que produzia e vendia fotos nuas para um craque mundial do futebol. De acordo com a influenciadora, que enfrentou consequências após polêmica envolvendo Pyong Lee, as fotos enviadas para o argentino Diego Maradona faziam parte do seu primeiro trabalho com nudez. Para o jornal "Extra", Antonela explicou que as fotos eram feitas em um estúdio e com inúmeras fantasias.

Antonela contou como foi o primeiro contato com Maradona, que morreu em 2020 enquanto se recuperava de uma cirurgia. "Foi o meu primeiro trabalho com nudez. Na época, como não existia toda essa tecnologia dos celulares, as fotos aconteceram em um estúdio. Ele pagava as fotos para mim. Fazíamos toda semana, sempre comigo vestindo uma fantasia diferente. Foi antes mesmo do 'Concurso Felinas' e do BBB", contou.

EX-BBB CONTA COMO SE APROXIMOU DE MARADONA E INCENTIVO DO JOGADOR EM SUA VIDA

Durante a entrevista, Antonela deu mais detalhes sobre como essas imagens íntimas chegavam até Maradona. De acordo com a loira, ela era fotografada por um profissional contratado pelo próprio Maradona. "Sempre me senti à vontade com o meu corpo e achava o máximo o fato de os ensaios serem para o Maradona. Sempre amei ele! Tudo rolou com naturalidade. Tinha 20 anos e as fotos eram exclusivas para ele", explicou.

Antonela, que enfrentou uma polêmica após participar do "Ilha Record", contou que Maradona a incentivou no caminho como modelo. "Foi ele que me deu coragem e força para acreditar em mim, no meu potencial. Falava para eu sempre dar o meu melhor em tudo que eu fizesse, sem ligar para as opiniões alheias. Conversávamos por telefone. Mas, nos últimos anos, quando ele ficou doente, eu dei espaço para que a família cuidasse dele. Chorei muito quando ele morreu. Eu estava no Brasil", completou.