Homem mumifica mãe morta para continuar recebendo ajuda estatal na Áustria

A polícia do país descobriu o esquema no último sábado (4) e encontrou o corpo da mulher no porão da casa do filho

Um homem de 66 anos mumificou a mãe dele, que morreu aos 89 anos em junho de 2020, para continuar recebendo benefícios que ela tinha em Innsbruck, na Áustria. A polícia do país descobriu o esquema no último sábado (4) e encontrou o corpo da mulher no porão da casa do filho.

Em testemunho, ele afirmou que usou gelo e bandagens para preservar o corpo da mãe. "Em seguida, ele cobriu o corpo com areia de gato e finalmente o corpo foi mumificado", disse à emissora “ORF” o agente Helmut Cufler, chefe da unidade policial especializada em fraudes sobre benefícios sociais.O suspeito admitiu durante sua prisão que congelou o corpo para evitar odores e absorveu os fluidos corporais com bandagens.Um irmão dele chegou a ir à casa do homem durante o período quando o corpo esteve escondido, mas ele alegou que a mãe estaria em um hospital. A mulher sofria com demência e, por isso, o segundo filho decidiu não a visitar na instituição de saúde, por receio de ela não o reconhecer. O jornal local “Sky News” publicou que o suspeito recebia pensão e auxílio-assistência em nome da mãe pelo correio. A fraude foi descoberta depois que um carteiro, ao entregar os benefícios, pediu para ver a idosa.
O filho se recusou a mostrar a mãe, e, o trabalhador, desconfiado, denunciou o ocorrido às autoridades. A polícia foi até o local e descobriu o corpo mumificado da mulher.
O suspeito vai responder por fraude em benefícios e ocultação de cadáver. Entre junho de 2020 e o início de setembro deste ano, o homem recebeu ilegalmente o equivalente a R$ 308 mil em benefícios que seriam endereçados à mãe dele.