Coluna

Julie Alves

com Dan Nascimento

[email protected]

Lindo e talentoso! Invadimos a intimidade e a carreira do ator Guilherme Logullo

Julie Alves

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Foto: Lúcio Lima

Ele é ator, cantor e bailarino….e um excelente cozinheiro! A coluna te convida a conhecer um pouco mais sobre esse belo ator que fará 20 anos de atuação no teatro musical.

Você faz parte do elenco da série “O Coro” que estreia agora no próximo dia 28 no Disney +. Como está a expectativa pelo lançamento?

Extremamente feliz e ansioso para essa estreia. É o meu primeiro trabalho no streaming e não poderia estar em um lugar melhor. O Disney Plus irá levar a série para o mundo.

Guilherme

O que você poderia falar do personagem Joaquim, na serie criada e dirigida por Miguel Falabella?

Ele é um jovem empresário e que tem uma relação extraconjugal – que não acaba nada bem. É só isso que eu posso dizer. O restante as pessoas terão que assistir para ver mais sobre o Joaquim (risos).

Além de O Coro você estará nos palcos do Nordeste com o musical Barnum, O Rei do Show...

Barnum é um personagem dos sonhos. Foi ele que inventou o marketing. Seu museu de curiosidades deu espaço para aqueles que não tinham voz. Vamos estrear em Fortaleza, depois vamos para Recife, Belo Horizonte e terminamos em Porto Alegre. Eu não poderia estar mais feliz. Só lugares que gosto muito de estar e onde o público é muito carinhoso. Coração a mil para essa turnê.

Guilherme

Você esteve em espetáculos como West Side Story. Musical é algo que te encanta, que faz parte da sua vida?

Ano que vem completo 20 anos de teatro musical. O meu primeiro foi a Bela e a Fera. Estudei em Londres com uma bolsa de estudos integral. O teatro musical me abriu caminhos, virou meu ofício e me tornou o que sou hoje enquanto artista.

Além de ator, você é cantor e bailarino. A arte sempre esteve presente na sua vida?

Comecei a fazer balé aos 11 anos, graças a uma tia que me levou pra assistir a um festival de dança. Depois disso não consegui viver sem arte. Ela me escolheu!

Guilherme

Você atuou em novelas como Babilônia e Rock Story. Tem vontade de voltar aos folehtins? Algum convite em vista?

Eu sou apaixonado por novelas. Tenho vontade de fazer mais, claro. Porém, ainda estou na espera de convites... Espero, em breve, ter novidades.

Você é praticante do budismo há 11 anos. A religião mudou valores e trouxe uma nova maneira de enxergar a vida?

O budismo expandiu à minha vida. Trouxe-me foco, controle sobre à minha realidade e sabedoria para as minhas escolhas. Mais do que uma religião, é uma filosofia de vida.

Guilherme

Aos 38 anos, quando olha para trás, sente-se orgulhoso da trajetória trilhada até aqui? Ou mudaria algo nesta caminhada?

Eu me sinto um jovem de muita sorte. Viajei o mundo, trabalhei em lugares incríveis e criei uma família. A arte virou o meu lugar de acolhimento, onde me comunico e encontro formas de me fazer pensar.

Que mudanças a maturidade trouxe para você?

Com certeza, o lugar de escuta, que é outro. Entendo minha história e sigo o meu caminho. Sabedoria e respeito!

Nas postagens em sua página de rede social você aparece em várias fotos sem camisa, com o corpo ou o peito à mostra. Seria um mecanismo de usar a sensualidade em seus posts?

Mostro o que sou e o que faço. Isso serve como incentivo para que outros se sintam inspirados para cuidar de si.

Guilherme

É vaidoso com o corpo? Costuma seguir uma rotina de atividade e tem um cuidado especial com a alimentação?

Sou muito vaidoso. Gosto de cuidar de mim. Sou vegetariano há alguns anos e isso mudou à minha rotina. Hoje, jogo vôlei de praia e malho na academia.

Fora das telinhas e dos palcos, como é o Guilherme Logullo no dia a dia?

Uma pessoa que está sempre em alerta com o seu redor e praticando algo por aí.

Em casa vai para a cozinha e comanda o mundo do forno e fogão com maestria?

Sou quase um chefe. Crio às minhas próprias receitas e faço a dos outros. Um momento de sobrevivência, amo comer!

Guilherme

Você é reservado em relação à sua vida pessoal. Evita expor namoros ou relacionamentos?

Compartilho tudo o que quero. Não tenho esse tipo de amarras...

Que recado gostaria de deixar para os seus fãs do Nordeste, em especial os alagoanos?

Quero muito ter a sorte de voltar a esse estado tão querido no meu coração. Um público sempre caloroso e gentil. Que encontrem um teatro próximo a vocês e prestigiem o artista brasileiro. Cultura salva vidas.