Jovem que pagou faculdade cantando em ônibus se forma em medicina no Maranhão

Joel Mistokles foi homenageado na colação de grau, que aconteceu no Dia do Médico

O jovem de 33 anos, JoelMistokles Luis da Silva de Macedo Vale, conhecido como 'Joel Mistokles', que cantava nos ônibus para pagar a faculdade de medicina e sustentar a família, se formou na última segunda-feira (18), em São Luíz (MA), no Dia do Médico. Na ocasião, o jovem foi homenageado por colegas de turma e professores.

O caso chamou a atenção de todo Brasil pela perseverança do jovem, que, durante sete anos, enfrentou diversas barreiras, sobre tudo as sociais e econômicas, para realizar seu sonho e, apesar das inúmeras dificuldades, ainda levou esperança por meio da música para os passageiros dos coletivos da capital maranhense.

HISTÓRIA DE VIDA

Antes de cantar nos ônibus para garantir o sustento da família, o médico vendia beiju, cuscuz de arroz e de milho, bolo de milho e café da manhã na porta de casa, antes de partir para faculdade. Além disso, quando voltava, vendia churrasquinho junto com a esposa.

A iniciativa de cantar nos ônibus surgiu em janeiro de 2014, por acaso, em um momento de dificuldade. Joel contou que já tinha costume de realizar evangelizações e quis usar seu dom para levar esperança as pessoas, além de realizar seu sonho.

"Houve um dia que eu estava triste porque faltavam as coisas em casa. Então eu estava em um ônibus e comecei a cantar como se eu tivesse dentro do meu quarto. As lágrimas vieram para o meu rosto, cantei como se estivesse cantando para o meu próprio Deus. E quando eu passei a catraca, percebi que algumas pessoas estavam chorando dentro do ônibus. Então eu pensei: Isso só pode ser Deus. Não é o Joel. Então eu entendi que era ali, no ônibus, que eu deveria começar a cantar", completou o médico.

A partir de então, Joel passou a cantar e evangelizar na ida e na volta da faculdade. Após cantar, ele oferece o CD e cada passageiro paga com a quantidade que pode.

famlia.jpg - Foto: Joel Mistokles

HOMENAGEM E COLAÇÃO DE GRAU

A colação de grau aconteceu no Dia do Médico, onde Joel foi homenageado com fortes aplausos por alunos, professores e familiares. Em seguida, a coordenadora da colação dos alunos de medicina, a professora e enfermeira Cianna, discursou para o médico. "Eu sei de sua história. Eu sei de tudo o que você passou para estar aqui hoje. E eu te reverencio em nome de todos os que estão aqui presente para mostrar que sonhar não é proibido. E eu te parabenizo, Doutor."

Joel ainda declarou que sempre teve o sonho de ser médico e lutou por esse sonho com a ferramenta que eu tinha. "Nunca foi fácil. Eu e minha esposa sempre tivemos dificuldade, tínhamos nosso filho para cuidar... mas eu não desisti. Quando finalmente passei para medicina, eu já cantava nos ônibus. Então vendia o CD nos coletivos, o material que eu tinha às vezes, cabo, carregador, película de celular... porque quando a gente tem um sonho, luta com o que tem", disse.