Com uma rodada de antecedência, Coruripe é o último rebaixado no Campeonato Alagoano

Time praiano não resiste a resultados ruins, e vitória do Jaciobá decreta retorno à Segundona do Estadual

Um dos momentos mais tristes do futebol atingiu um campeão alagoano: o rebaixamento. O Coruripe não resistiu e foi rebaixado neste domingo (25), após o Jaciobá vencer e abrir cinco pontos em relação ao Z-2. Com apenas uma partida para realizar, o time alviverde não consegue mais sair da zona da degola, mesmo vencendo o Aliança na última rodada. É o segundo rebaixamento da história do Coruripe.

Com apenas mais um jogo para realizar, hoje o Hulk Praiano tem quatro pontos, frutos de uma vitória, um empate e cinco derrotas. Por conta de a temporada de 2020 não ter tido times rebaixados, em 2021 dois clubes sofreram com a maior dor do futebol. Agora, o Hulk se junta ao CEO, que já tinha sido rebaixado na 7ª rodada.

Este é apenas o segundo rebaixamento na história do Hulk. Fundado em 2003, o clube teve uma ascensão meteórica no futebol alagoano. Foi campeão da Segunda Divisão em 2003, e conquistou a Primeira Divisão em 2006, 2007 e 2014. A primeira queda aconteceu na temporada de 2012, quando a equipe caiu ao lado do Penedense.

Reflexos da queda

Um dos principais atributos para a queda do Hulk, foram as constantes trocas no comando técnico. A equipe teve um início promissor em 2021, com o técnico Elenilson Santos, porém, por conta de discordâncias com a diretoria, ele acabou indo embora. Para seu lugar, foi contratado Dedeco Recife, que nem estreou. Robinson Santos mal treinou e também saiu, por fim, Janio Fialho assumiu a bucha dos últimos jogos.

Técnico Jânio Fialho chegou para tentar salvar o Coruripe do rebaixamento - Foto: Divulgação/Sport-PB

Um número preocupante foi da defesa do Coruripe. Com incríveis 20 gols sofridos em sete partidas, o time sustenta a pior defesa da competição. Para chegar à soma de 20 gols sofridos, o time passou por contundentes goleadas: 5 x 0 contra o CSA e 5 x 1 contra o ASA, no último sábado (24).

WO

Marcante na trajetória alviverde, o time sofreu com um WO na estreia da competição. Cheio de problemas nos bastidores e com saídas de atletas, o Coruripe não entrou em campo na 1ª rodada contra o CRB. Na ocasião, foi declarado um WO de 3 a 0 para o time regatiano. Ali começava a derradeira queda do Coruripe.

Coruripe não apareceu em partida da primeira rodada do Campeonato Alagoano, e perdeu pro W.O - Foto: Reprodução/FAF TV

CEO

Coruripe é o segundo rebaixado, seguindo os caminhos do CEO, que foi rebaixado na rodada anterior. Os dois vão jogar a Segunda Divisão em 2022, competição que deve ser realizada no segundo semestre

Grandes momentos

Nos últimos anos, o Hulk Praiano se encaixou nas prateleiras mais altas do futebol de Alagoas. Foram sete finais de Alagoano (2004, 2005, 2006, 2007, 2011, 2014 e 2015), além de quatro participações na Série C, seis na Série D e sete na Copa do Brasil, representando Alagoas no âmbito nacional.

Com três títulos estaduais, o Coruripe, em muito pouco tempo, colocou-se como uma das maiores forças do interior de Alagoas. Chegou a participar também de duas Copas do Nordeste.

Despedida

Agora o Hulk volta a campo para se despedir do Estadual. Impossível de sair da nona colocação, o Coruripe vai receber o Desportivo Aliança, no Estádio Gerson Amaral, para cumprir tabela. A partida está marcada para o dia 5 de maio, às 20 horas.