Com gols de Reginaldo Lopes e Hyuri, CRB vence o ASA, no Rei Pelé: 2 a 1

Galo assume a liderança do Estadual, com seis pontos, enquanto o Alvinegro é o 5º colocado, com apenas um ponto

No primeiro clássico estadual do ano, na tarde deste sábado (27), no Estádio Rei Pelé, o CRB não jogou bem, mas conseguiu a vitória sobre o ASA, por 2 a 1, com gols de Reginaldo Lopes e Hyuri, e agora soma seis pontos, na liderança do Campeonato Alagoano. O gol do Alvinegro foi assinalado por Martony.

A partida deu prosseguimento à segunda rodada do Campeonato Alagoano 2021, que foi aberta nessa quinta-feira (25), com o duelo Jaciobá x CSA. O Alvinegro é o 5º colocado, com um ponto na tabela do Estadual.

O próximo jogo do CRB pelo Estadual será na quarta-feira (10), também no Rei Pelé, às 20 horas, contra o Desportivo Aliança. Mas, antes, pela Copa do Nordeste, o Alvirrubro voltará a campo na quarta-feira (3), contra o Fortaleza, no Castelão, às 19h30. Já o ASA, pelo Alagoano, entrará em campo apenas na 4ª rodada, no dia 13 de março (sábado), pois pela 3ª rodada estará de folga. Clique aqui e confira o tempo real do jogo.

Momento de disputa de bola durante o primeiro tempo - Foto: Ailton Cruz

1º tempo

No início da partida, o ASA tentava tomar a iniciativa, enquanto o CRB fazia marcação forte sobre o adversário. Aos 4 minutos, o Galo teve uma falta perigosa, mas Diego Torres cobrou e a bola foi em cima da barreira. O Alvinegro até que começou bem, mas acabou recuando demais. Quando tentou a investida pelo setor esquerdo de ataque, com Thiago Potiguar, a defesa regatiana recuperou.

Aos 13 minutos se deu o primeiro lance de perigo real do jogo e foi do CRB. Em cruzamento de Reginaldo Lopes pela direita, Hyuri recebeu a bola na área e, sozinho, finalizou, mas a bola caprichosamente, foi à direita do goleiro Dida. E o Galo acabou perdendo a grande oportunidade de abrir o placar. O Alvinegro respondeu aos 16 minutos. Em jogada trabalhada no campo de ataque, Echeverria colocou a bola na frente para Johnnathan, que ajeitou e bateu para o gol, mas a redonda esbarrou na defesa do Galo. Desta vez a chance perdida foi do Alvinegro.

Lance de CRB e ASA - Foto: Ailton Cruz

O CRB até que chegou aos 19 minutos, mas foi outra oportunidade desperdiçada pelo time de Roberto Fernandes, quando Luidy recebeu um bom lançamento, mas o goleiro Dida, atento ao lance, antecipou-se e ficou com a bola.

O jogo passava dos 20 minutos, era equilibrado, mas difícil para as duas equipes, e tinha poucas jogadas de finalização, uma vez que havia muitos erros de passes dos dois lados. O ASA cobrou um escanteio aos 28 minutos. Parecia a chance ideal de abrir o placar. Mas Echeverría bateu fechado e a bola foi na rede pelo lado de fora, assustando o goleiro Edson Mardden. O Galo respondeu aos 31 minutos, quando Diego Torres lançou na área para Reginaldo, que mandou de cabeça, buscando Lucão, mas o goleiro Dida antecipou-se e ficou com ela.

O 1º tempo aproximava-se dos 35 minutos e os dois times não estavam bem em campo, sobretudo o CRB, que não acertava, não aproveitava as chances e não criava, enquanto o ASA, que poderia chegar, não levava tanto perigo ao adversário, criando poucas situações de gol.

Duelo foi duro tanto para o CRB quanto para o ASA - Foto: Ailton Cruz

Aos 35’, em cobrança de escanteio de Diego Torres, a defesa alvinegra chegou primeiro e afastou. Aos 39 minutos, de novo o Galo: Jiménez encontrou Reginaldo passando pela direita, o lateral cruzou e a bola resvalou na defesa alvinegra. Jogadores do CRB ficaram na bronca com o árbitro Rafael Carlos, pedindo pênalti, mas ele mandou o jogo seguir.

Três minutos depois, aos 42’, foi a vez de o ASA reclamar. Echeverria tentou cruzar dentro da grande área, mas Gum chegou primeiro no lance e bloqueou, cedendo o escanteio. Os atletas alvinegros também ficaram na bronca, pendido pênalti e, novamente, o árbitro não deu ouvidos, desta vez aos alvinegros, e mandou a partida seguir.

Rafael Carlos Salgueiro decretou dois minutos de acréscimos e o embate ainda foi encerrado um minuto depois, aos 48’, com a igualdade no placar anotada: 0 a 0 no Rei Pelé.

CRB e ASA não fizeram uma boa partida - Foto: Ailton Cruz

2º tempo

A bola mal começou a rolar para a segunda etapa e já surgiu o primeiro gol do jogo. E foi do time alvirrubro! Aos 2 minutos, Hyuri achou Reginaldo Lopes – o melhor do Galo em campo na partida – livre, pela direita, e o lateral bateu cruzado, sem chances para o goleiro Dida: CRB na frente: 1 a 0.

O Alvinegro respondeu aos 3 minutos. Thiago Potiguar recebeu a bola dentro da área, mas chutou por cima do gol de Edson Mardden, para alívio do time do CRB. O time de Arapiraca não estava de bobeira. Depois que levou o gol, foi para cima do adversário, cresceu e conseguiu o gol de empate aos 14 minutos. Thiago Potiguar cobrou a falta, o zagueiro Martony subiu sozinho e só fez cabecear para o gol. Tudo igual no Trapichão: 1 a 1. Os jogadores do CRB reclamaram de impedimento do zagueiro do alvinegro no momento do gol, mas o árbitro confirmou o tento.

Aos 18 minutos o Regatas respondeu. Hyuri cruzou e a defesa do ASA afastou. Na sobra, Diego Torres tentou bater colocado, mas a zaga alvinegra bloqueou. E, após ficar na bronca e discutir com a assistente Brígida Cirilo, o técnico Roberto Fernandes, do CRB, acabou sendo expulso, aos 20 minutos.

Momento de comemoração do gol do CRB - Foto: Ailton Cruz

O ASA cresceu em campo, adiantou as suas linhas, pressionando a saída de bola do CRB, que estava apático em campo. Mas quando o Alvinegro era melhor, eis que veio o segundo gol do CRB. Aos 32 minutos, Regis cruzou na área, Hyuri apareceu entre os zagueiros e mandou de cabeça para guardar no fundo da rede e botar o CRB na frente no placar: 2 a 1.

A partida se encaminhava para os 45 minutos e o CRB tentava ampliar o placar. Aos 44’, Diego Torres pegou a sobra da bola, de fora da área, e chutou forte, mas viu o goleiro Dida fazer uma grande defesa e evitar o terceiro gol regatiano. O árbitro determinou cinco minutos de acréscimos e o jogo iria até os 50 minutos. O CRB passou a administrar o placar e a vitória, sem pressa alguma, e, prontamente aos 50 minutos, o árbitro encerrou a partida, dando o apito final: CRB 2x1 ASA.

Momento da comemoração do gol de empate do ASA - Foto: Ailton Cruz

CRB – Edson Mardden; Reginaldo Lopes, Gum, Ewerton Páscoa e Guilherme Romão; Claudinei, Jorge Jiménez (Régis) e Diego Torres; Hyuri, Luidy (Darli) e Lucão. Técnico: Roberto Fernandes.

ASA – Dida; Jonas (Xande), Martony, Marcelo e Ítalo; Johnnathan (Marcos Antônio), Zé Wilson, Dinda (Gabriel) e Echeverria (Erivan); Thiago Potiguar (Aquiraz) e Daivison. Técnico: Lorival Santos.

Árbitro – Rafael Carlos Salgueiro (CBF).

Assistentes – Brigida Cirilo Ferreira (FIFA) e Wellington Thiago de Almeida (FAF).

Quarto árbitro – Gleiton Lins Vieira (FAF).