Com adesão de CRB e CSA, Liga Forte Futebol é fundada com apoio de 25 clubes

Liga chega para fazer contraponto à Libra e conta com clubes das Séries A e B do Brasileirão

Nesta terça-feira (28), no Rio de Janeiro, na sede da CBF, representantes de 25 clubes das Séries A e B do Brasileiro se encontraram para dar um passo importante no futebol brasileiro. Entre esses 25 times, CRB e CSA estiveram representados e fizeram parte da fundação oficial da Liga Forte Futebol do Brasil. O bloco tem o objetivo de negociar, debater e criar uma liga para todos os clubes do futebol brasileiro.

O Galo foi representado pelo presidente executivo, Mário Marroquim. Enquanto isso, o Azulão contou com a presença do superintendente administrativo, Gilson Romeiro. Os dois times preferiram não acertar com a Libra, a primeira liga criada por Flamengo, Palmeiras, São Paulo, Santos e Red Bull Bragantino. A maior divergência entre os blocos são referentes aos valores de receita.

Enquanto a Libra formalizou a divisão em 50% dos direitos divididos igualmente, 25% proporcionais à performance esportiva, e 25% proporcionais a engajamento e audiência, os clubes da Liga Forte Futebol querem a divisão em 40-30-30.

Houve tentativas de conversa por parte do bloco dos 25, incluindo convites formais por carta, mas a Libra só aceita negociar os termos com os membros que já assinaram, e ignorou os chamados.

Os clubes presentes foram: Athletico-PR, Atlético-MG, América-MG, Atlético-GO, Avaí, Brusque, Chapecoense, Coritiba, Ceará, Criciúma, CRB, CSA, Cuiabá, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Internacional, Juventude, Londrina, Náutico, Operário-PR, Sampaio Corrêa, Sport, Vila Nova e Tombense.

Por outro lado, os clubes que estão na Libra são: Botafogo, Flamengo, Vasco, Cruzeiro, Corinthians, Palmeiras, Santos, São Paulo, Red Bull Bragantino, Guarani, Ponte Preta, Novorizontino e Ituano.

Confira a nota divulgada pelo CSA, via Instagram:

”Aconteceu hoje, no Rio de Janeiro, o encontro dos 25 dirigentes dos clubes das Séries A e B que concretizou a criação da Liga Forte Futebol do Brasil. Os próximos passos serão firmar o plano de negócios e valuation, governança, fair play financeiro e plano de exploração de ativos comerciais. O CSA esteve representado pelo Superintendente Administrativo, Gilson Romeiro.“