Multas por não usar cinto de segurança aumentam mais de 50% na capital em 2019

Em média, a cada duas horas e meia um condutor é multado em Maceió após ser flagrado dirigindo ou transportando passageiros sem cintos de segurança

Em média, a cada duas horas e meia um condutor é multado em Maceió após ser flagrado dirigindo ou transportando passageiros sem cintos de segurança em 2019. Os dados são da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). Os números mostram que, de Janeiro a Novembro deste ano, foram aplicadas mais de 3 mil multas por esta infração. No mesmo período do ano passado, foram 2.030 ocorrências. 
O aumento registrado em relação a esta infração é de 52%. O órgão pondera que quem não utiliza os equipamentos de segurança coloca em risco a própria vida e de outras pessoas. A infração é uma das que podem ser flagradas através das câmeras de videomonitoramento da SMTT espalhadas pela cidade.
De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), está é uma infração de natureza grave, com multa no valor de R$ 195,23 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O CTB diz ainda, em seu artigo 65º, que, além do motorista, todos os passageiros também devem utilizar o cinto de segurança.
JOVEM SEM CINTO CAPOTOU O CARRO E MORREU
O não uso do cinto de segurança foi fator decisivo no acidente que vitimou o jovem Jonatas Mikael Ferreira de Melo, de 25 anos, em setembro do ano passado. O estudante de engenharia civil pilotava um Cross Fox vermelho quando capotou na rodovia AL-101 Sul, por volta de 6h30min
Uma moça que estava no mesmo veículo com Jonatas, e usava o cinto de segurança, sobreviveu e foi socorrida. O médico que atendeu a ocorrência foi quem constatou que o condutor estava sem o cinto de segurança e por isso terminou embaixo do carro. A jovem teve apenas ferimentos leves.