Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MACEIÓ

Motoristas enfrentam filas em postos para não ficar sem combustível em Maceió

Sindicombustíveis-AL informou que não há registro, pois, em Alagoas, combustível chega pelo porto

Com o terceiro dia de greve dos caminhoneiros, que bloqueiam as rodovias federais e estaduais, o país começa a enfrentar alguns problemas. Entre eles, o desabastecimento de combustível nos postos. Em Maceió, a possibilidade da falta de combustíveis, como gasolina ou etanol, fez muitos motoristas lotarem os postos na noite desta quarta-feira (23).

O taxista Germana Firmino enfrentou uma longa fila em um posto no bairro da Mangabeiras. A espera já durava mais de 15 minutos quando ele conversou com a equipe daGazetaweb."Sobe que poderia faltar e resolvi correr para abastecer. Dependo do combustível pra trabalhar", destacou.

Leia também

O motorista falou ainda sobre o aumento no valor do litro da gasolina, registrado nas últimas horas em alguns postos da capital alagoana. "Aqui ainda não aumentou, então vale a pena ficar na fila".

Já Rodolfo Menezes explicou que tem uma viagem marcada e, apesar de ser otimista com o fim da greve dos caminhoneiros, resolveu prevenir a situação. "Acho que vai resolver logo, nem sei se é verdade que há a possibilidade de faltar combustível, mas resolvi abastecer logo. Estou com medo é das notícias dos aeroportos, porque tenho uma viagem marcada e não posso perder esse voo".

O frentista de um dos postos da capital, que preferiu não se identificar, disse que a intensa movimentação aconteceu o dia inteiro. "Desde cedo está esse 'apocalipse da gasolina'. A partir de 6h da manhã, a movimentação já era intensa".

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Alagoas (Sindicombustíveis) informou que não há registro de desabastecimento em Maceió. A assessoria de comunicação explicou que o combustível chega à capital alagoana pelo porto e, por essa razão, há a possibilidade da cidade não ser atingida. No entanto, a situação no interior está sendo monitorada.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas