Festa de Nossa Senhora dos Prazeres tem início nesta quarta e vai durar 11 dias

Após dois anos de pandemia, fiéis participarão da procissão da Padroeira no dia 27 de agosto, encerrando-se no Centro de Convenções, no bairro do Jaraguá

Após dois anos de pandemia, a tradicional procissão de Nossa Senhora dos Prazeres está de volta. Nesta quarta-feira (17), a Arquidiocese de Maceió dá início às comemorações que celebram o dia da padroeira da cidade.

Com o tema “Comunhão, participação e missão”, a programação em homenagem à padroeira seguirá por onze dias com missas, café da manhã para as pessoas em situações de rua, Adoração ao Santíssimo Sacramento, quermesse na festa externa e procissão.

“Com alegria iremos dar início à tão esperada Festa da Padroeira na Arquidiocese de Maceió. Um tempo propício para o cristão católico realizar também um retiro espiritual; há 02 anos temos celebrado nossa excelsa Padroeira com limitações, mas mesmo este ano podendo ter a capacidade máxima dentro da igreja, devemos manter alguns cuidados para nossa segurança e do irmão e irmã”, afirmou o arcebispo metropolitano.

As festividades hoje com a procissão da Bandeira, às 18h, saindo do Quartel da Polícia Militar, no Centro, em direção à Catedral Metropolitana, acontecerá o hasteamento da bandeira seguido da Santa Missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Antônio Muniz Fernandes. Durante o novenário, as Celebrações Eucarísticas serão realizadas às 6h, 15h e 19h, como já de costume será servido o café da manhã para as pessoas em situação de rua. Já os momentos de Adoração ao Santíssimo Sacramento e Meditação serão sempre às 10h e às 12h, conduzidos por diáconos da Arquidiocese.

No dia solene da Padroeira, 27 de agosto, feriado na cidade de Maceió, serão celebradas cinco missas, 6h – 9h – 12h – 15h e mais uma no encerramento, às 19h. Antes última Celebração Eucarística, haverá a Procissão da Padroeira, saindo, às 16h, da Catedral Metropolitana em direção ao Centro de Convenções, no bairro do Jaraguá.

Dom Antônio Muniz salientou que a Festa de Nossa Senhora dos Prazeres é de toda a Arquidiocese e está sendo preparada, pela Comissão de Organização, sob a coordenação do cônego Walfran Fonseca, administrador Paroquial, de uma forma atenta e que se fortaleça, ainda mais, a comunhão entre todo o povo de Deus.

E para o pós Festa da Padroeira, o metropolita ainda anunciou o Leilão da Padroeira, que acontecerá pela primeira vez e já tem data marcada – 18 de setembro.

"'Festa da Família Arquidiocesana'. Este ano o tema da festa da Padroeira nos chama a uma vivência e experiência para uma Igreja Sinodal: Comunhão, participação e missão. Venham celebrar conosco!”, expressou sua alegria ao convidar o cônego Walfran Fonseca em um vídeo veiculado nas mídias sociais.

Por ainda ser um período de pandemia, os fiéis são orientados a fazerem uso de máscara dentro da Igreja Catedral, evitar abraços e apertos de mãos; e ter sempre o álcool 70% para uso próprio. As medidas visam garantir o cumprimento da norma determinada pelo Arcebispo metropolitano desde que foi liberado o uso de máscara no Estado.

Trajeto procissão

Após dois anos sem a tradicional Procissão da Padroeira, os fiéis terão a alegria de poder participar este ano. A participação de milhares de fiéis e devotos(as) com suas demonstrações pública de fé é um momento único durante a Festa.

Este ano, sairá da Catedral Metropolitana, 16h, com o seguinte trajeto: Rua do Imperador – Rua Barão de Atalaia – Rua Barão de Anadia- Av. da Paz – Av. Ind. Cícero Toledo – Rua Epaminondas Gracindo- Rua João Camerino – Av. Walter Ananias – Rua Melo Póvoas, e parada final no Centro de Convenções, no bairro do Jaraguá, para a Santa Missa.

Aqueles que não puderem estar presentes na igreja Catedral poderão acompanhar todos os momentos litúrgicos AO VIVO pelo canal youtube.com/arquidiocesedemaceio.

Haverá também a cobertura da Festa pelas redes sociais @arqdemaceio e @catedraldemaceionsp, e as camisas da Festa estarão à venda na Catedral Metropolitana, no valor de R$ 35,00.

*Com assessoria