Estudantes movimentam o Cepa, em Maceió, no segundo dia de provas do Enem

Candidatos estavam nervosos e relataram a importância do controle emocional para obter êxito no exame

O domingo (28) foi movimentado no Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada (Cepa), com a aplicação do segundo dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os portões abriram ao meio dia e muita gente já se encontrava no local para garantir a entrada na escola e a realização da prova, que é a porta de acesso à universidade pública.

A candidata Paula Teixeira foi uma das pessoas que chegaram cedo à Escola Estadual Moreira e Silva, seu local de prova. Ela disse estar bastante nervosa, mas garantiu ter estudado e se preparado para enfrentar as provas de exatas. "Tá todo mundo ansioso, como é prova de exatas, todo mundo fica mais nervoso, mas eu estudei e me preparei e estou torcendo para que dê certo. Fiz cursinho pré-vestibular e estamos na luta para que tudo saia como planejado", afirmou.

Candidatos fazem o segundo dia de prova do Enem - Foto: Lílian Vicente

Já a estudante Ana Carolina Cavalcanti relatou que a expectativa para a prova deste domingo é de questões extensas e mais longas, que vão demandar mais tempo para obtenção da resposta. "Ao mesmo tempo, espero que tenha algumas questões nas quais possamos usar algumas estratégias para driblar o cansaço. Eu tive uma preparação bem sólida e o difícil agora é lidar com o psicológico", pontuou.

A mãe dela, Ana Cavalcanti, fez questão de acompanhar a filha até o local de prova e disse acreditar no êxito da filha. "Ela precisa ter calma, porque tudo o que ela tinha pra estudar, estudou. Agora, é controlar o emocional para ter êxito positivo na prova", disse.

Jovem que sonha em cursar Farmácia faz o Enem pela segunda vez - Foto: Lílian Vicente

Tentando a aprovação pela segunda vez, o jovem Vitor Rafael, de 18 anos, disse estar nervoso, mas confiante. "É a segunda vez que faço e me dediquei bastante pra isso o ano todo, apesar de nessa reta final ter batido um desespero", destacou o estudante, que sonha em cursar Farmácia.

A vendedora ambulante Teresa Cristina comemorou as vendas deste domingo, mas ressaltou que a movimentação na semana passada, quando aconteceu o 1º dia de prova, foi mais intensa. “Hoje o movimento está muito bom que só tem eu de ambulante e semana passada tinha mais. Mesmo assim, eu achei que semana passada tinha mais gente fazendo a prova. A essa hora isso aqui tava cheio", contou à reportagem.

Ambulante Teresa Cristina - Foto: Lilian Vicente

Enem 2021

Em Alagoas, mais de 69 mil candidatos fizeram a inscrição para o exame, sendo que 51.265 confirmaram a inscrição após pagamento da taxa. Destes, 22,6% faltaram ao primeiro dia de prova, segundo o Ministério da Educação. Nesta reta final do exame, os alunos terão que responder 90 questões, divididas entre Ciências da Natureza e Matemática. Os gabaritos oficiais devem sair até 1° de dezembro.