Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > INTERIOR

Furto de trilhos causaria prejuízo de cerca de R$ 4,8 milhões, diz PC

Cada trecho custa cerca de R$ 1,2 milhão, segundo a empresa Transnordestina; o motorista da carreta foi autuado


				
					Furto de trilhos causaria prejuízo de cerca de R$ 4,8 milhões, diz PC
PC desmantela esquema de furto de trilhos e motorista é autuado. Ascom / PC/AL

O furto dos trilhos de uma ferrovia, que passa pelo município de Porto Real do Colégio, em Alagoas, causaria um prejuízo de cerca de R$ 4,8 milhões. O motorista de uma carreta foi autuado em flagrante pelo crime. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

De acordo com o delegado Sidney Tenório, a empresa Transnordestina Logística S/A (TLSA) informou à polícia que cada quilômetro de trilho custa cerca de R$ 1,2 milhão. Os criminosos já haviam retirado quatro quilômetros, mas tiveram o esquema desmantelado.

Leia também

As equipes da Polícia Civil chegaram ao local após denúncia. A informação inicial dava conta de que uma carreta teria atolado em uma área de mata. Assim, drones foram utilizados para coletar imagens e constaram que se tratava de um crime.

Tenório revelou que pelo menos 10 pessoas atuaram na tentativa de furto. Todos eles, inclusive o motorista, conseguiram fugir durante a abordagem.

No entanto, um tempo depois, o condutor da carreta ligou para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), alegando que teria sido vítima de um sequestro e que teve o veículo roubado.

Os agentes, então, conduziram o motorista para o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), onde ele foi reconhecido pelos policiais, que estavam em posse de seus dados pessoais.

O suspeito foi interrogado, não soube responder e acabou confessando que, a mando do proprietário da carreta, teria saído do Recife, onde deixou uma carga de argamassa, e vindo para a cidade de Propriá/Sergipe. Depois ele se encontrou com o grupo, que seria de Alagoas, e o conduziu para a fazenda em Porto Real do Colégio.

O motorista foi autuado em flagrante pelo crime de furto qualificado e será investigado como possível integrante de organização criminosa. Outras pessoas identificadas serão intimadas no curso do inquérito policial.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas