Sem atingir meta, vacinação contra pólio e sarampo é prorrogada em AL

Somente 70,2% das crianças foram vacinadas contra pólio; no caso do sarampo, patamar foi de 52,12%

As Campanhas de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite foram prorrogadas em Alagoas até o dia 20 deste mês, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). A medida foi adotada após Alagoas não bater a meta mínima de vacinação preconizada pelo Ministério da Saúde.
A meta de poliomielite, de 95% no Plano Nacional de Imunização (PNI), atingiu 70,2% do público até a sexta-feira (27). Isso quer dizer que das 215.592 crianças entre 12 meses e cinco anos que deveriam ser imunizadas, somente 151.345 foram vacinadas.
Já no caso do sarampo, que tem como público pessoas entre 20 e 49 anos, foram vacinados 52,12% dos aptos, quando a meta é de 100%. São 1.395.727 alagoanos no grupo alvo da vacina, e somente 727.454 foram imunizados.
Municípios
Ainda de acordo com o PNI, dos 102 municípios alagoanos, 61 não atingiram a meta mínima de 95% referente à Campanha de Vacinação contra a Poliomielite até a sexta-feira (27). No caso da Campanha de Vacinação contra o Sarampo, apenas Campo Alegre, Feira Grande, Jacaré dos Homens, Limoeiro de Anadia, Paulo Jacinto, Santa Luzia do Norte, São Luiz do Quitunde, São Miguel dos Milagres e Teotônio Vilela vacinaram 100% do público preconizado.
A assessora do PNI em Alagoas, Rafaela Siqueira, salienta que não haverá mais prorrogação, porque o Ministério da Saúde irá fechar o sistema de informação para digitação dos dados no próximo dia 20. "Não há mais nenhuma desculpa aceitável para que o público alvo das duas campanhas deixe de se vacinar. Essa é a segunda prorrogação e nem a pandemia da Covid-19 pode ser encarada como obstáculo para a não vacinação, uma vez que as equipes dos postos de saúde têm adotado todas as medidas de prevenção necessárias", reforçou.