Prática de exercício físico diminui risco de evolução para fase grave da Covid-19, diz estudo; veja vídeo!

Pesquisa não sugere que a atividade física substitui a imunização com vacinas, além de não diminuir a disseminação do vírus

A prática de exercícios antes de contrair a Covid-19 pode diminuir o risco da gravidade da doença, segundo estudo publicado no British Journal of Sports Medicine. O estudo foi realizado por pesquisadores e médicos do Kaiser Permanente Fontana Medical Center no sul da Califórnia, da University of California, San Diego e de outras instituições.

Os dados mostram que as pessoas que se exercitavam regularmente eram os menos prováveis de serem hospitalizados, internados em UTI ou, até mesmo, morrer em decorrência da doença.

O estudo não sugere que a prática de exercício físico substitui a imunização com vacinas, além de não diminuir a disseminação do vírus.

Veja a matéria completa: