Mulheres foram mais infectadas, mas homens são maioria em mortes por Covid

Outro dado do painel mostra que coronavírus continua sendo mais perigoso para pessoas idosas

Painel que apresenta a evolução de casos do novo coronavírus em Alagoas mostra que mulheres foram mais afetadas do que homens pela doença. Entretanto, o maior número de óbitos ocorre entre eles.  
Os dados contabilizados pela Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) apontam que em Alagoas mais de 55,2% do total de casos confirmados são mulheres e quase 44,8% homens, respectivamente 41,2 mil e 33,3 mil notificações.  
Em relação aos óbitos oficialmente confirmados pelo novo coronavírus, mais de 57% eram homens e quase 43% mulheres. O estado tem mais de 74,6 mil casos confirmados e quase 1,8 mortes por Covid-19.
Em Maceió, os dados mostram que a pandemia também matou mais homens. Eles representam mais de 56% do total de óbitos, quase 500 mortes, enquanto as mulheres representam 43%, o equivalente a 356 mortes até essa quinta-feira (20). Entretanto, elas receberam mais o diagnóstico com a confirmação da doença, foram mais de 14 mil.
Outro dado mostra que a Covid continua sendo mais perigosa para pessoas idosas: foram quase 1.300 mortos nesse grupo e menos de 500 de infectados que tinham até 50 anos.