Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > GERAL

AL registra aumento de casos de síndrome respiratória grave por Covid-19 em adultos

Dezessete das 27 capitais, incluindo Maceió, apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo

Boletim da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado esta quarta-feira (23), mostra o crescimento do número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Covid na maioria dos estados brasileiros, dentre eles Alagoas. No total, 15 das 27 unidades federativas apresentam sinal moderado de crescimento na tendência de longo prazo, nas últimas seis semanas.

Até a semana epidemiológica 46, os estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Roraima, Santa Catarina e São Paulo apresentaram sinal de crescimento na população adulta, especialmente nas faixas etárias acima dos 60 anos, sugerindo associação com o aumento de casos de SRAG por Covid-19.

De acordo com o boletim da Fiocruz, entre as capitais, 17 das 27 apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo, incluindo Maceió (AL). Ainda estão nessa análise Aracaju (SE), Belém (PA), plano piloto e arredores de Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Natal (RN), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP) e Teresina (PI).

Artigos Relacionados

Nas quatro últimas semanas epidemiológicas, a prevalência entre os casos como resultado positivo para vírus respiratórios foi de 6,2% Influenza A, 0,2% Influenza B, 16,3% vírus sincicial respiratório, e 61,8% SARS-CoV-2 (Covid-19). Entre os óbitos, a presença destes mesmos vírus entre os positivos foi de 2,0% Influenza A, 0,0% Influenza B, 0,7% vírus sincicial respiratório, e 93,3% SARS-CoV-2 (Covid-19).

“Dado o claro cenário de aumento nos casos de SRAG por Covid em todas as regiões do país, é recomendável a retomada do uso de máscaras adequadas (preferencialmente N95 ou PFF2) em ambientes de maior exposição ao vírus como: transporte público, locais fechados ou mal ventilados, aglomerações, e nas unidades de saúde”, ressalta o boletim.

Os pesquisadores alertam que no cenário nacional observa-se sinal de crescimento em praticamente todas as faixas etárias da população adulta, em decorrência do aumento nos casos de SRAG positivos para SARS-CoV-2 (Covid-19) a partir do fim de outubro e início de novembro e que tal cenário se observa em estados de todas as regiões do país.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas