Pior pesadelo do atleta, diz campeão olímpico que contraiu a Covid-19

Campeão dos 200 m livres e outras do revezamento 4x200 m livres, Tom Dean teve que lidar com a Covid-19 duas vezes na preparação para as Olimpíadas

O britânico Tom Dean está estreando nas Olimpíadas 2020  e já tem duas medalhas de ouro - uma dos 200m livres e outras do revezamento 4x200 metros livres - mas se você dissesse a ele há seis meses que isso iria acontecer, ele não acreditaria.

Tom foi um dos muitos atletas que contraíram a Covid-19 na espera dos jogos olímpicos, adiados em um ano. Pior que isso, ele teve a doença duas vezes e contou à CNN como foi superar este desafio.

“Quando estava com Covid-19, ia pensar que você estava louco se me dissesse que isso iria acontecer [os dois ouros olímpicos]. Se você tivesse me perguntado isso seis dias atrás, estaria me questionando,” disse o nadador britânico, que relatou como foi superar duas vezes a doença.

“A primeira vez não foi tão ruim, estava mais frustrado com o isolamento e os 10 dias sem a piscina, mas a segunda vez foi bem difícil. Fiquei um bom tempo tossindo, pensando em como iria voltar a treinar, minha frequência cardíaca estava alta, tinha todos os sinais de um diagnóstico que um atleta não quer. É o pior pesadelo de um atleta, principalmente durante um ano olímpico, então estou feliz por conseguir me recuperar.”