Município do Rio libera jogos de futebol a partir do dia 9, ainda sem público

Partidas da capital estão suspensas em meio a medidas mais severas de restrições em combate ao novo coronavírus

Em meio às novas medidas de restrição visando ao enfrentamento do novo coronavírus, a Prefeitura do Rio anunciou que os jogos de futebol voltarão a ser liberados na capital a partir do dia 9. Com isso, Maracanã, Nilton Santos e São Januário voltarão a ser palcos de partidas do Campeonato Carioca. A presença de público segue proibida.

"Ficam igualmente permitidas as competições e treinamentos de modalidades esportivas de alto rendimento, vedada em qualquer caso a presença de público", diz trecho de decreto publicado no Diário Oficial do município nesta sexta-feira, válido até o próximo dia 19. O prefeito da cidade, Eduardo Paes, confirmou a liberação em entrevista coletiva.

Ainda que as partidas estejam liberadas, os confrontos Vasco x Bangu (sábado), Botafogo x Portuguesa, Resende x Boavista, Volta Redonda x Nova Iguaçu (domingo), Madureira x Flamengo e (segunda-feira) e Macaé x Fluminense (terça-feira), todos pela oitava rodada, que ocorre antes da liberação, serão disputados fora da cidade.

Flamengo, Fluminense e Vasco já tiveram suas partidas marcadas pela Ferj para o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O Botafogo pega a Lusa no Giulite Coutinho, em Mesquita.

Por meio de decreto, a realização de partidas na cidade foi proibida no último dia 26. Com isso, as equipes buscaram palcos em outros municípios do estado para dar prosseguimento ao estadual e à Copa do Brasil. O Raulino foi um dos principais estádios utilizados, mas houve partidas remanejadas para  Giulite Coutinho (Mesquita), Elcyr Resende (Bacaxá), Los Larios (Xerém) e Laranjão (Nova Iguaçu).