Suárez vê Messi Bola de Ouro e crê em retorno do amigo à seleção

Humilde, atacante não se coloca como um dos favoritos ao prêmio de melhor do mundo

Luis Suárez foi o jogador que teve os melhores números individuais na última temporada - 55 gols em 53 jogos, média 1,03 -, enquanto Cristiano Ronaldo não ficou muito para trás do uruguaio nesse quesito - 54 gols em 55 jogos, média 0,98 - e ainda faturou os dois principais títulos possíveis: a Liga dos Campeões com o Real Madrid e a Eurocopa com Portugal. Os dois, portanto, aparecem como principais candidatos à Bola de Ouro. Certo? Não para o próprio Suárez.
O atacante do Barcelona não tem dúvida na hora de apontar quem deveria por mérito ganhar o prêmio de melhor jogador do mundo em janeiro: Lionel Messi. O argentino ficou um pouco abaixo de Suárez e Cristiano - 46 gols em 55 jogos, média 0,83 -, mas seu poder de decisão é suficiente para justificar o que seria a sexta Bola de Ouro dele, segundo "Luisito". Junta, a dupla do Barça faturou Campeonato Espanhol e Copa do Rei. Só que, humilde, Suárez se inclui fora dessa lista de favoritos.
- Não, não. Eu não (risos) - disse ele, explicando seu pensamento um pouco depois.
- Não sei se (Cristiano) tem vantagem. Sei que ganhou a Champions e a Eurocopa, mas para mim não há discussão alguma de que o Leo é o melhor jogador do mundo. Não é que tenha ganhado mais ou menos prêmios. É que ele é o melhor jogador, faz a diferença em qualquer jogo. Não pôde ganhar com a Argentina, mas ganhou quase tudo com o Barcelona, menos a Champions. São números que também valem para a Bola de Ouro - completou.
Suárez e Messi, por sinal, são grandes amigos e têm mantido contato mesmo longe - o argentino só retorna aos treinos na semana que vem, enquanto o uruguaio retomou os trabalhos nesta semana. Sobre o fato de Messi ter deixado a seleção argentina após o vice da Copa América, Suárez indicou que pode haver uma reviravolta na história e disse torcer por isso.
- Não imagino nem espero que seja assim. Como companheiro dele e como observador de futebol, gostaria muito de vê-lo seguindo com a seleção. Porque ele ama a Argentina, por tudo que houve antes, desde criança, quando queriam que ele se naturalizasse espanhol. Ele sempre optou pela Argentina, e creio que esse amor que ele tem pela Argentina é indiscutível. Também temos que entender a situação, depois de ter perdido finais, era compreensível. Mas creio que ele vai se reciclar e terá a consciência de voltar.
Confira outros tópicos abordados na entrevista coletiva de Suárez:
Busca do Barça por reserva para o MSN
O mister não está contente comigo (risos). É normal que o Barcelona sempre queira trazer jogadores. No ano passado houve muitas situações em que não tinha Leo ou Ney, por isso não pudemos rodar muito. Mas quem manda é o treinador, não tem nenhum problema. O atacante que chegar virá para somar.
Ótimos números: dá para repetir?
A verdade é que foram números muito bons, até eu mesmo fiquei surpreso. Mas, estando aqui, temos sempre que tentar nos superar. Sei que é difícil, mas estou na melhor equipe do mundo, e tudo é possível.
Renovação de contrato
Tenho contrato. Disseram (na imprensa) que eu estaria falando já de renovação, mas ninguém falou nada comigo. Isso não me preocupa, porque sei que o clube valorizará o rendimento que estou tendo. Agora existem coisas mais importantes.
Saída de Daniel Alves
Perdemos muito, primeiro pelo que Dani é como jogador, pela relação que tem com os jogadores e pela relação que tem dentro de campo com o Leo. Os dois se conheciam muito, já se olhavam e sabiam como jogar. Também é muito importante a nível de caráter, atitude, suas ambições contagiavam o grupo. Sinceramente, perdemos muito.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p