Por suspensão, CSA não terá Carné e Geovane contra o Sport, neste sábado (13)

Carné recebeu cartão vermelho, sendo substituído no gol pelo lateral Diego Renan; e Geovane recebeu o terceiro amarelo e não compõe o plantel que viajou para Recife

O CSA venceu, mas está longe de desencantar. Após bater o Brusque, por 1 a 0, na última terça-feira (9), no Estádio Rei Pelé, a equipe azulina agora se prepara para um dos maiores clássicos do Nordeste, contra o Sport, dentro da Arena de Pernambuco, no Recife.

A problemática do CSA, entretanto, passa pela mudança no cargo técnico, que normalmente demora para surtir efeitos. Alberto Valentim deixou o cargo com três derrotas seguidas em dez jogos e somente uma vitória. O substituto, Roberto Fernandes, terá uma partida complicada pela frente, já que o CSA tem baixas importantíssimas para o confronto em Pernambuco.

Sem Geovane e Marcelo Carné, as equipes se enfrentam sem o principal volante azulino e sem o goleiro titular, que venhamos e convenhamos, já salvou muito o pescoço do Azulão.

Carné fica de fora da relação, já que deixou o campo aos 44 minutos do segundo tempo. Na súmula, o árbitro Leandro Vuaden relatou que o goleiro recebeu o segundo cartão amarelo e, em seguida, o vermelho, após deixar a área de defesa para discutir e empurrar o atleta do Brusque.

Geovane é um dos atletas mais regulares no CSA - Foto: Reprodução/CSA TV

Já Geovane, lamentou ter tomado o terceiro amarelo e ter que cumprir suspensão automática, ficando fora da partida deste sábado. Ele foi advertido aos 13 minutos da etapa complementar.

Durante a semana, o atleta participou de uma entrevista coletiva, onde disse que se sente realmente chateado com a situação.

“Eu já estava pendurando há umas dez rodadas. Não queria, ainda mais agora que está chegando um treinador novo, mas eu me entrego sempre nos jogos. O importante é vencer e ajudar o CSA”, comentou o volante após a partida.