Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Invicto há 12 jogos, CRB encara o Brasiliense na estreia da Copa do Brasil

Galo enfrenta o Jacaré, adversário que ainda não sofreu gols em jogos oficiais na temporada 2019; partida é na tarde desta quarta-feira (13)

Contra o Brasiliense, o CRB do técnico Roberto Fernandes vai colocar em xeque uma invencibilidade que dura 12 partidas e vem ainda da temporada 2018. A partida de estreia do Galo na Copa do Brasil acontece na tarde desta quarta-feira (13), no Estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga-DF, às 15h30 (horário de Alagoas). AGazetawebtransmite a partida, em tempo real, a partir das 15h.

Nesta temporada, o Regatas chega à sua 15ª participação em Copas do Brasil e depende apenas de um empate contra o Jacaré para avançar de fase na competição. Caso consiga esta façanha, o time alvirrubro vai embolsar R$ 625 mil, valor que poderá ser aplicado em novas contratações. Em 2018, o CRB atingiu o seu recorde, chegando até a terceira fase e caindo diante do São Paulo, em Maceió.

Leia também

O bom momento da equipe alagoana se traduz em números na temporada. É líder isolado do Campeonato Alagoano, com 10 pontos; e ainda não perdeu jogando pela Copa do Nordeste, com três empates, ocupando a 6ª colocação do Grupo A. O último jogo do CRB foi o clássico contra o CSA, no domingo (10), no Estádio Rei Pelé: empate em 0x0.


				
					Invicto há 12 jogos, CRB encara o Brasiliense na estreia da Copa do Brasil
FOTO: Ailton Cruz

Para esse desafio decisivo, o comandante Roberto Fernandes deverá colocar em campo a mesma equipe que enfrentou o rival azul. Naquele jogo, o meia Danilinho entrou no lugar de Felipe Menezes e agradou ao técnico e ao torcedor. Desta forma, o Galo deve ir à campo com Edson Mardden; Júnior, Wellington Carvalho, Edson Henrique e Guilherme Silva; Claudinei, Mateus Silva, Ferrugem e Danilinho; Hugo Sanches e Zé Carlos.

O jogo deverá ter um gostinho mais especial para o técnico, agora, regatiano. Em 2007, Fernandes dirigiu à beira do gramado a melhor participação do Brasiliense em Copas do Brasil, quando alcançou às semifinais, sendo eliminado pelo Fluminense.  Do lado de lá, o lateral direito alagoano Alex Murici, com passagem pelo CRB em 2013, é titular absoluto da equipe e vai enfrentar a ex-equipe.


				
					Invicto há 12 jogos, CRB encara o Brasiliense na estreia da Copa do Brasil
FOTO: ascom brasiliense

Diferente do adversário alagoano, o Brasiliense não figura na ponta da tabela do Campeonato Candango, do Distrito Federal, porém ocupa a 2º posição da competição com dez pontos em quatro rodadas disputadas. O fato curioso é que o Jacaré ainda não sofreu nenhum gol em partidas oficiais na temporada, já o ataque balançou as redes adversárias sete vezes. Ser a primeira equipe a furar a defensiva candanga será o maior desafio do Galo na partida.

Na última partida pelo Estadual, o Brasiliense venceu fora de casa a equipe do Paracatu, por 1x0. Contra o Galo, o técnico Adelson de Almeida terá o retorno do zagueiro Lúcio. O time titular deve ter Edmar Sucuri; Alex Murici, Lúcio, Badhiuga e Gleisinho; Geovane, Aldo, Almir e Peninha; Romarinho e Gilvan.


				
					Invicto há 12 jogos, CRB encara o Brasiliense na estreia da Copa do Brasil
FOTO: Cláudio Reis / Divulgação

O gaúcho Jean Pierre Gonçalves Lima (CBF), com os assistentes André da Silva Bitencourt (CBF) e Francisco Lima Baseggio (CBF), também do Rio Grande do Sul, comandam a partida. O quarto árbitro será Maguielson Lima Barbosa (CBF-DF).

Histórico

Os confrontos entre as duas equipes mostram que há um grande equilíbrio. Os adversários já se enfrentaram em dez oportunidades, sendo quatro vitorias do Brasiliense, quatro vitórias do CRB e dois empates. Foram oito confrontos pela Série B, duas partidas em 2013 pela Série C.

Na Terceirona daquele ano, o Galo foi superado pelo placar mínimo em pleno Estádio Rei Pelé. Enquanto que no Estádio Boca do Jacaré, no Distrito Federal, as equipes não saíram do 0x0. Caso o placar de igualdade se repita seis anos depois, o Galo avançará à segunda fase da Copa do Brasil.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas

X