Didira pede apoio da torcida e diz que ASA precisa ser perfeito se quiser eliminar Rio Branco

Meia alvinegro elogiou Estrelão e ainda enfatizou positivamente o empate por 0 a 0, no duelo de ida, fora de casa

Os preparativos para o grande jogo entre ASA e Rio Branco, neste domingo (14), seguem a todo vapor. As equipes se encontram às 16 horas, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, para definir quem se classificará para as quartas de final da Série D do Brasileiro. O cálculo é simples: quem vencer, estará na próxima.

Um dos jogadores que chegaram mais tarde ao elenco, o meia Didira comentou sobre o confronto. O jogador do Fantasma fez questão de enaltecer a qualidade do time acriano, ressaltando que é uma equipe forte e de muito potencial. Porém, em sua visão, o ASA precisa fazer uma partida perfeita para chegar às quartas.

"Vamos enfrentar uma equipe forte, que tem muito potencial. Jogo decisivo e que não vai dar espaços para erros durante os noventa minutos. Temos que ser perfeitos do início ao fim para buscarmos essa vaga nas quartas", disse.

Apesar do 0 a 0 no Estádio Florestão, o resultado não foi tão ruim assim, pelo menos para o meia. Didira falou sobre as partes boas e ruins do resultado, contudo, enfatizou que a equipe precisa de equilíbrio, para ter um bom desempenho.

“O empate sem gols no jogo de ida foi importante, não deixa de ser positivo, mas também torna o jogo perigoso. Temos que ter o máximo de equilíbrio durante os noventa minutos para vencermos e garantirmos nossa vaga na fase seguinte da Série D. Este é o objetivo de todos aqui", opinou.

Didira fez questão de dizer que o apoio do torcedor alvinegro será extremamente importante. A expectativa da diretoria é de casa cheia, já que fez uma promoção agradável. O atleta alvinegro ainda disse que é necessário o apoio da torcida para o time seguir sonhando com o acesso.

"O apoio da nossa torcida será fundamental neste confronto. Precisamos da força deles para conquistarmos esta vaga e para mantermos o sonho de colocar o ASA na Série C vivo. Tenho certeza que nossa casa estará com público máximo", comentou Didira.