CSA ostenta invencibilidade de oito anos atuando contra o Cruzeiro

Última derrota para a equipe mineira foi em 2013, quando o Azulão sofreu um 3 a 0, no Rei Pelé, pela Copa do Brasil

Apesar do mau início na Série B, o CSA tem alguns motivos para chegar confiante no seu próximo desafio. O Azulão ostenta uma invencibilidade de oito anos contra o Cruzeiro, seu adversário da sétima rodada. A última derrota foi em 2013, quando as equipes se enfrentaram pela Copa do Brasil e os mineiros aplicaram um 3 a 0 em pleno Rei Pelé.

De lá até aqui, segundo o site "oGol", foram outros quatro confrontos entre as equipes alvicelestes. Os marujos ficaram com a vitória em duas oportunidades e os outros dois jogos chegaram ao fim com a igualdade no marcador.

Em 2019, dois jogos ocorreram pela Série A. No Rei Pelé, um empate em 1 a 1. Já no Mineirão, o Azulão surpreendeu e conquistou uma vitória por 1 a 0, que praticamente selou o primeiro rebaixamento do time mineiro.

Azulão conquistou uma vitória histórica no Mineirão em 2019 - Foto: Reprodução/Premiere

No ano seguinte, desta vez pela Série B, aconteceu mais dois embates. No primeiro, em Maceió, o Azulão conquistou uma vitória contundente por 3 a 1 e iniciou a arrancada na competição após passar por um surto de Covid-19. No segundo turno, a equipe maruja jogou bem, criou boas oportunidades, mas ficou no 1 a 1 em Belo Horizonte.

Assim, o time marujo está invicto atuando contra a equipe mineira pela Segundona e busca aumentar o feito marcante neste domingo (27), quando encara o Cruzeiro, no Rei Pelé, em mais uma rodada da Série B. O início do duelo está programado para às 20h30.

Reforços

Para o confronto, o Azulão irá contar com duas novas peças. O experiente meia Renato Cajá, contratação mais impactante do clube nos últimos dias, foi regularizado na última terça-feira (23). Já o volante Yuri foi anunciado oficialmente nessa quarta (23) e seu nome já está registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Renato Cajá pode estrear pelo Azulão contra o Cruzeiro - Foto: Augusto Oliveira/CSA

Na última temporada, atuando pelo Juventude, Cajá venceu a luta contra o time do Mutange pela vaga na Série A. Já Yuri retorna à equipe após conquistar o acesso à elite do futebol nacional e o título alagoano em 2018.