CSA vence o Cruzeiro no Rei Pelé e dorme no G4 do Alagoano: 1 a 0

Azulão passa sufoco, mas golaço de Jean Carlo no segundo tempo coloca a equipe na quarta posição do Estadual

Na tarde deste sábado (11), no Estádio Rei Pelé, a torcida do CSA voltou a ter motivo para festejar. Em duelo pela sexta rodada do Campeonato Alagoano, o Azulão venceu o Cruzeiro de Arapiraca por 1 a 0, e respirou na briga contra o rebaixamento. Além disso, o resultado deu uma nova esperança para o time marujo, que entra na briga pela classificação para as semifinais.

O gol do duelo foi marcado somente no segundo tempo, e foi uma pintura. Jean Carlo, que começou no banco, marcou o tento da vitória com um chutaço no ângulo.

O resultado faz com que o CSA dê um salto dentro do Estadual. A equipe, que começou a rodada em penúltimo, agora está no quarto lugar, com sete pontos. Mas, para terminar a rodada no G4, seca o ASA, que joga neste domingo (12). Por outro lado, o Cruzeiro foi ultrapassado pelo próprio Azulão. Ainda com seis pontos, o Urso é o quinto.

Confira como foi CSA 1x0 Cruzeiro, através do Tempo Real da Gazetaweb.com! Clique aqui!

Jean Carlo foi um dos que ficou pouco tempo no Azulão - Foto: Ailton Cruz

Agora as equipes aguardam a última rodada do Estadual, prevista para o próximo dia 25, mas sem horário definido. O CSA vai visitar o Coruripe, no Gerson Amaral, enquanto o Cruzeiro terá o dérbi contra o ASA, no Fumeirão. Antes disso, o Azulão terá uma parada na Copa do Nordeste, já que nesta terça (14), recebe o Ferroviário, às 19h30, no Rei Pelé. O Estrelado joga no dia 16, em Arapiraca, enfrentando o Desportivo Aliança pela Copa AL, às 16h.

PRIMEIRO TEMPO

Com a vitória sendo providencial para os dois clubes, o jogo começou aberto. O CSA foi o primeiro a partir para cima, rondando a área cruzeirense e marcando a saída de bola. Por outro lado, o Cruzeiro se armou defensivamente para sair no contra-ataque. E foi o time arapiraquense que deu o primeiro susto.

Em jogada pelo lado direito, a bola foi pingada na área. Dalberson não cortou, e Edinho chutou na sobra, dando trabalho ao goleiro azulino, aos 7min. Na cobrança de escanteio, mais perigo. Colina ajeitou de cabeça para Ramos, que finalizou bem, mas tirou muito do gol e a bola raspou a trave esquerda. A resposta do CSA só aconteceu aos 11 minutos, quando Éverton Silva cobrou falta e a bola foi por cima.

Azulão começou o jogo empolgado, mas faltou qualidade para chegar ao gol - Foto: Ailton Cruz

Porém, o Azulão seguiu gostando do jogo e criou outras chances. Aos 15min, William Oliveira experimentou um chutaço de longe. Esperto, Jerfesson fez o paredão para defender. Pouco depois, aos 17min, foi a vez de Tomas Bastos arriscar, mas novamente o goleiro do Cruzeiro defendeu.

A pressão do CSA não parou. O Cruzeiro estava completamente acuado e apenas se segurava. Com 24, Tomas Bastos errou a tentativa do gol olímpico. Com 27, Kaio Nunes finalizou fraquinho, dentro da área.

O duelo foi perdendo ritmo, sem chances claras. O que mais chamou atenção foi os bate-bocas entre os jogadores, além das diversas reclamações de faltas. No pouco que a bola rolou, o time marujo seguiu melhor, mas sem chutar no gol. O Cruzeiro até ensaiou uma investida no ataque, mas nada que incomodasse a defesa azulina.

Com quatro minutos de acréscimos, as equipes ainda tentaram, mas nada de acertarem no alvo. Fim do primeiro tempo: CSA 0x0 Cruzeiro.

Primeiro tempo teve poucas movimentações - Foto: Ailton Cruz

SEGUNDO TEMPO

As equipes voltaram do intervalo sem mudanças, então a etapa final seguiu muito lenta em seu início. Nas tentativas de chegar no ataque, o CSA abusou de passes errados. A primeira chance foi do Cruzeiro, aos 8min. Em cobrança de escanteio, Aurélio tentou direto e Dalberson deu um soco pra salvar. Em contra-ataque para responder, Tomas Bastos teve a chance na cara do gol e isolou.

Com 9, o Azulão criou de novo em jogada de velocidade. Porém, quem finalizou dessa vez foi Geovane. Para o azar do camisa 10, a bola desviou e foi pela linha de fundo. As chances empolgaram o torcedor, que apoiou a equipe. Contudo, o time não correspondia dentro de campo.

Cruzeiro decaiu e viu o CSA dominar o segundo tempo - Foto: Ailton Cruz

Impaciente, Bebeto Moraes fez três mudanças de uma vez, colocando a equipe mais no ataque. Na primeira chance que Thiaguinho teve, aos 18min, acabou furando a bola, dentro da área.

Porém, quem brilhou mesmo foi o atacante Jean Carlo. Aos 22 minutos, em jogada despretensiosa pelo lado direito, o atacante puxou de lado e arriscou um lindo chute de longe. E a bola foi morrer no ângulo do goleiro Jerfersson, para explodir o Rei Pelé: 1 a 0 para o CSA.

Jean Carlo (ao centro), pode começar como titular contra o Ferroviário - Foto: Ailton Cruz

O gol mudou o panorama do jogo e obrigou aos arapiraquenses saírem para buscar o empate. O Cruzeiro até ameaçou, mas a defesa azulina era soberana. Em paz, o time marujo passou a controlar mais a bola, tentando segurar o resultado. Desesperado, Adriano Cabeça encheu a equipe de atacantes, mas nada de funcionar.

O Cruzeiro seguiu persistindo, porém, nem conseguia chegar na área. O CSA se postou na defesa durante os cinco minutos de acréscimos e segurou com qualidade. A única chance foi aos 49min, quando Adílio cabeceou na área e Dalberson encaixou. Então, não houve tempo para mais nada. CSA 1x0 Cruzeiro.

Cruzeiro é a novidade de Alagoas no Ranking da CBF - Foto: Ailton Cruz

FICHA TÉCNICA

CSA - Dalberson; Éverton Silva, Xandão, Paulo César e Anderson Pará; Bruno Matias, William Oliveira (Guilherme Rend), Geovane (Ruan) e Tomas Bastos (Jean Carlo); Robinho (João Felipe) e Kaio Nunes (Thiaguinho). Técnico: Bebeto Moraes

Cruzeiro - Jerfesson; Alessandro (Pinheirinho), Vera Cruz, Marcelo e Ramos (Willames); Jair Amaral, Batata (Stuart), Colina e Aurélio; Edinho (Ruan) e Adílio. Técnico: Adriano Cabeça.

Gols - Jean Carlo (CSA - 22'/2T)

Cartões amarelos - Bruno Matias (CSA), William Oliveira (CSA), Kaio Nunes (CSA), Alessandro (Cruzeiro)

Cartões vermelhos

Árbitro - Rafael Carlos Salgueiro Lima (FAF)

Assistentes - Brigida Cirilo Ferreira (FAF) e Maxwell Rocha Silva (FAF)

Quarto árbitro - Gleiton Lins Vieira (FAF)

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p