Thales Bretas se despede de Paulo Gustavo: 'Nossa caminhada tinha tudo para ser longa'

'Muito difícil processar tudo o que aconteceu nos últimos dias', escreveu em um post nas redes sociais o marido do humorista, morto em decorrência de complicações da Covid-19

Thales Bretas usou as redes sociais para homenagear o marido Paulo Gustavo, que morreu na noite de ontem (4), aos 42 anos, após complicações da Covid-19. Além de um importante legado, o ator deixa a linda família que construiu: casados desde 2015, os dois são pais dos pequenos Romeu e Gael, de 1 ano de idade.

"Ainda é muito difícil processar tudo o que aconteceu nos últimos dias... Nossa caminhada tinha tudo para ser longa! Linda como vinha sendo... tão feliz! E foi muito! Como fui feliz nesses últimos 7 anos que tive o privilégio de conviver com você! Como eu aprendi, cresci! Espero poder passar um pouco do seu legado de generosidade, afeto, alegria e amor."

O criador de Dona Hermínia e tantos outros personagens memoráveis estava internado desde 13 de março em um hospital no Rio de Janeiro. Em luta pela vida, ele precisou ser intubado e recorreu a um tratamento com pulmão e coração artificiais, mas não resistiu.

"Você é um furacão! Uma estrela que brilhou muito aqui na Terra, e vai brilhar ainda mais no céu, olhando pela nossa família sempre!!! Eu te amo tanto... e sempre te amarei, para o resto da minha vida! Não consigo escrever um centésimo do quanto você foi e é importante para mim e para o mundo. E continuará sendo, eternamente..."

"Peço desculpas aos amigos e aos fãs por não conseguir elaborar tudo como gostaria e responder a todos. Estou vivendo um turbilhão de sensações. Obrigado pelas energias positivas e orações. Muito amor tenho recebido, espero num momento mais oportuno conseguir retribuir! Beijos saudosos..."

Romeu e Gael vieram ao mundo em 2019, nos Estados Unidos, gerados por duas barrigas de aluguel. O primeiro nasceu prematuro e precisou tratar complicações respiratórias em uma UTI neonatal, enquanto os pais ainda estavam no Brasil. E, mesmo nos momentos mais difíceis da vida, Paulo Gustavo sempre esteve pronto para o que mais gostava: fazer o público sorrir. Encarou a situação com garra, mas sem perder a leveza. Em entrevista a Pedro Bial, no ano passado, abriu o coração sobre a tão esperada realização do sonho da paternidade.

“Quando eles sorriem para a gente é quase como se descesse um arco-íris e nos colorisse”.