Atendimento por telemedicina é implantado em Alagoas

Programa TeleNordeste deve ampliar a assistência médica especializada e já funciona em 16 cidades de forma piloto

A Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau) informou na noite desta terça-feira (6) que o programa TeleNordeste, de atendimento por telemedicina, será implantado em todos os municípios de Alagoas. O programa é uma parceria entre o Ministério da Saúde e Hospital da Beneficência Portuguesa em São Paulo.

Para o gestor da saúde estadual, o médico Gustavo Pontes de Miranda, a estratégia vai ampliar a assistência médica especializada em Alagoas, pois serão asseguradas consultas em 16 especialidades, que serão realizadas por telemedicina, com médicos do Hospital da Beneficência Portuguesa.

"Com o TeleNordeste, iremos promover mais conforto para os habitantes dos municípios, que podem ser acompanhados de forma regionalizada, nas cidades onde residem", afirmou o gestor da pasta.

O programa já funciona em 16 cidades de Alagoas de forma piloto, são elas: Mata Grande, Pariconha, Água Branca, Inhapi, Delmiro Gouveia, Olho d’Água do Casado e Piranhas, Jacuípe, Maragogi, Porto Calvo, Japaratinga, Matriz do Camaragibe, Passo do Camaragibe, Porto de Pedras, São Luiz do Quitunde e São Miguel dos Milagres.

Para ser implantado em todo o estado, os gestores dos municípios precisam aderir ao programa. De acordo com a Sesau as cidades que aderiram até esta terça-feira (6), além dos municípios que contam com o programa em forma piloto, foram: Boca da Mata, Santana do Mundaú, Feliz Deserto, São José da Lage, Ibateguara, Flexeiras, Pindoba, Jequiá da Praia, Novo Lino, Ibateguara, Penedo, São Miguel dos Campos, São Brás, Barra de São Miguel, Murici, Coqueiro Seco, Viçosa, Cajueiro, União dos Palmares e Maceió.

*Com assessoria

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p