Três treinadores de SC são expostos por abuso de atletas em 4 meses

Técnico de handebol foi preso por suspeita de abusar sexualmente ao menos sete vítimas menores de idade

Santa Catarina teve três treinadores expostos por abuso de estudantes – a maioria menor de idade – em um intervalo de quatro meses.

A recente prisão do técnico de handebol, por suspeita de abusar sexualmente de ao menos sete alunos se soma a outras duas situações e mostra que casos como esse não são isolados no estado.

No último sábado, a polícia prendeu o treinador de times infantis de handebol por suspeita de abuso sexual. Os crimes teriam sido cometidos no município de Saudade, no oeste de Santa Catarina. O suspeito tem 37 anos.

Segundo informações da Polícia Civil, foram identificadas ao menos sete vítimas, com idades entre 11 e 16 anos. A prisão ocorreu durante uma partida de handebol da equipe do treinador disputada em Criciúma, no sul do estado.

As investigações contra o treinador de handebol começaram após relatos de que ele teria tocado em partes íntimas dos atletas a pretexto de auxiliar em exercícios físicos.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Lucas Gomes de Almeida, ele também faria “massagens” enquanto elogiava os corpos dos alunos. Em agosto, uma situação semelhante foi exposta em São José, na Grande Florianópolis.

Um treinador de vôlei também foi preso, suspeito de estupro e assédio sexual. Também no município de São José, o técnico de um time de futsal feminino passou a ser investigado por abuso sexual após as denúncias de pelo menos 12 atletas.