Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > AFUNDAMENTO DO SOLO

Cratera aberta por colapso comporta volume de 11 piscinas olímpicas

Defesa Civil informa que as três minas ao entorno devem ser monitoradas para avaliar a influência da cratera na área

Após o rompimento da mina 18 no último dia 10, a cratera aberta sob a Lagoa Mundaú, atualmente, comporta o volume de água de 11,4 piscinas olímpicas, conforme aponta documento obtido pela TV Gazeta.

A Defesa Civil alerta para a necessidade de monitoramento nas três minas ao redor da cratera, para avaliar o impacto sobre elas. Um equipamento operado por um caminhão deve trazer informações mais detalhadas sobre a movimentação. No caso de acesso bloqueado, um novo poço deve ser perfurado.

Leia também

O documento aponta, ainda, que o tamanho da mina 18 é de 78 metros de comprimento, 46 m de largura e 7 m de profundidade.

Outra medida adotada pela Defesa Civil foi a de reduzir para ATENÇÃO o nível operacional de ALERTA emitido no dia 29 de novembro, quando o risco de colapso ainda era alto.

Com isso, o órgão solicita que a Braskem retome as atividades de fechamento das minas e demolição dos imóveis desocupados no local.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas