Banco Central anuncia alterações no sistema do Pix

BC pretende simplificar processo para o usuário, mexendo nos limites de transferência; atualizações passam a valer já a partir desta segunda-feira (2)

O Banco Central anunciou mudanças no seu sistema de pagamentos instantâneos, o Pix. A intenção é tornar as operações mais simplificadas para o usuário, que terá mais controle sobre valores e horários. O sistema continuará passando por aperfeiçoamento, mas as atualizações passam a valer já nesta segunda-feira (2).

Até 31 de dezembro de 2022 havia um limite para cada transação, além de um limite diário de valores a serem transferidos. E para solicitar o aumento do limite, o pedido era processado em até 48 horas – já a redução do limite era processada imediatamente após solicitada. Agora, após as alterações já promovidas pelo Banco Central, ter limite no valor de cada transação passa a ser opcional. Apesar disso, as regras para as alterações dos limites estão mantidas.

A principal mudança está no fato de que o BC determinou que o limite seja único tanto para o dia, como para a noite. Na prática, não há diferença se for feita uma transferência de R$ 5.000 ou dez transferências de R$ 500. A alteração está no limite, que passa a valer por período do dia.

COMO É:

  • Período noturno: entre 20h e 06h
  • PIX Saque e PIX Troco: R$500/dia e R$100/noite

COMO SERÁ:

  • Período noturno: entre 20h e 06h ou 22h e 06h
  • PIX Saque e PIX Troco: R$3.000/dia e R$1000/noite

Outra mudança será na definição do período noturno. Antes, ele era obrigatoriamente das 20h às 06h para todos os correntistas. Agora, o usuário poderá escolher o horário de início do período, entre 20h e 22h.

O BC também elevou o limite para as retiradas de dinheiro por meio das modalidades Pix saque e Pix troco. O valor máximo passou de R$ 500 reais para R$ 3 mil durante o dia e de R$ 100 reais para R$ 1.000 no período noturno.