Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > POLÍTICA

Sudeste e Nordeste são as regiões em que Bolsonaro tem menor popularidade

Segundo pesquisa, a popularidade do presidente é maior em cidades pequenas

Com exceção do Nordeste, a popularidade do presidente Jair Bolsonaro recuou em todas as regiões do País. Além disso, a queda da popularidade do presidente é mais acentuada entre as pessoas com 25 a 34 anos de idade. É o que mostra pesquisa do Ibope realizada a pedido da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

As regiões Sudeste e Nordeste reúnem a maior parcela descontente com o presidente. Para 36%, no Sudeste, e 34%, no Nordeste, o governo está sendo ruim ou péssimo. Em ambas as regiões, 55% não confiam no presidente e 52% dos entrevistados no Sudeste e 51% no Nordeste não aprovam a maneira de governar.

Leia também

A região Sul continua sendo onde o presidente é mais popular, com 44% dos entrevistados considerando o governo como ótimo ou bom, 52% afirmando confiar no presidente e 55% aprovando sua maneira de governar.

A popularidade do presidente é maior nas cidades pequenas, segundo a pesquisa. O sentimento dos moradores de cidades com até 50 mil habitantes com relação ao presidente e seu governo praticamente não muda entre setembro e dezembro.

"Tais cidades apresentam a maior proporção de residentes satisfeita com o presidente Jair Bolsonaro: mais da metade da população confia no presidente e aprova sua maneira de governar, respectivamente, 53% e 55%. Os percentuais caem, respectivamente, para 35% e 36% nas grandes cidades (com mais de 100 mil habitantes), onde 62% não confiam no presidente e 58% desaprovam sua maneira de governar", destaca a pesquisa.

Jovens

O levantamento revela que o descontentamento com o governo do presidente Jair Bolsonaro é maior entre os mais jovens. A queda da popularidade de Bolsonaro é mais acentuada entre os entrevistados com 25 a 34 anos de idade, o que aproxima a avaliação sobre o presidente e seu governo desse grupo à avaliação dos entrevistados entre 16 e 24 anos.

A pesquisa aponta na avaliação do governo que 39% e 37%, dos entrevistados com 16 a 24 anos e dos com 25 e 34 anos, respectivamente, avaliam o governo como ruim ou péssimo. Os porcentuais que avaliam como ótimo ou bom são, respectivamente, 28% e 29%. Ainda considerando esses dois estratos de idade, 64% e 56%, respectivamente, não confiam no presidente Jair Bolsonaro e 55% e 53%, respectivamente, desaprovam sua maneira de governar.

A CNI-Ibope foi realizada entre os dias 5 e 8 de dezembro, com 2 mil pessoas em 126 municípios. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas