Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > POLÍTICA

Nos comunicados da Petrobras, saída de Prates foi “negociada”

Documentos da estatal enviados à Comissão de Valores Mobiliários adotam outra versão da demissão decidida por Lula


				
					Nos comunicados da Petrobras, saída de Prates foi “negociada”
O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates. Reprodução

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, foi demitido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta noite de terça-feira (14). Para a estatal, porém, a história não é bem essa.

Nos comunicados oficiais enviados aos investidores, a Petrobras diz que a saída foi “a pedido” e ocorreu “de forma negociada”.

Leia também

No documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para informar a indicação de Magda Chambriard para a presidência da empresa, a Petrobras cita que o foi registrado o “pedido do Sr. Jean Paul Prates de encerramento antecipado de seu mandato como presidente da Petrobras”.

Essa saída, explica o texto, ocorreu “de forma negociada”.

Antes, no documento que informa a saída de Prates, a Petrobras cita que recebeu a “solicitação de que o Conselho de Administração da companhia se reúna para apreciar o encerramento antecipado de seu mandato como presidente da Petrobras de forma negociada”.

Conforme apurado pela CNN, Jean Paul Prates foi demitido do comando da estatal pelo próprio presidente Lula. O comunicado foi feito pelo próprio Prates a alguns aliados mais próximos e integrantes de sua equipe.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas