Estudantes criticam governador por atraso no pagamento de bolsas e cobram melhorias em escolas

Alguns até o acusaram de compra de votos por causa desta medida; deputado da oposição diz que governo é desorganizado

A postagem recente do governador, nas redes sociais, que anuncia o pagamento de bolsas de R$ 500 do Cartão Escola 10 aos alunos que estiverem com o ciclo vacinal completo contra a Covid-19 gerou uma enxurrada de críticas. Internautas cobraram de Renan Filho (MDB) o repasse dos valores que estariam atrasados e melhorias em unidades de ensino. Alguns até o acusaram de compra de votos por causa desta medida.

“Isso é covardia, é aproveitar a ignorância e necessidade financeira, para se autopromover com uso do dinheiro público, ainda colocando em risco a vida dos inocentes. Seus filhos se vacinaram? Esse dinheiro faz parte do consórcio nordeste, o mesmo que se não fosse desviado teria salvo vidas?”, afirmou uma comentarista.

Outra reclamou que o governador nem tinha efetuado o pagamento das bolsas e já estava prometendo mais. “verdade colega até hoje eu espero meu dinheiro e já passou da data de pagamento eles fica só enrolando oque eles falam é (procure seu professor mentor , eu já procurei tanto que levei até um fora mais um fora tão grande que se eu tivesse lá perto ela tinha mim engolido. QUEREMOS NOSSO DINHEIRINHO AGORAAAAAAA FICA SO ENROLANDO AFFFFF QUERO MEU DINHEIRO 😡 (sic)”, respondeu uma internauta.

Prováveis pais de estudantes da rede estadual de ensino também reagiram à publicação do governador, de quem cobram o dinheiro que seria de direito dos filhos. “Meu filho tem 17 anos está com as duas doses da vacina, está com a escolaridade tudo certo e até agora nada de dinheiro. Porque?”, questiona

Outro pediu a Renan Filho uma atenção para a estrutura da Escola Estadual José Maria de Melo, no Benedito Bentes. Segundo ele, a unidade está sem manutenção, com os banheiros sujos, portas quebradas, e o pior, sem cumprir os protocolos contra a Covid-19.

“O governo deveria pegar os 500 e investir pelo menos na compra de álcool, Sabonete líquido, toalha de papel,pra higiene pessoal das crianças, se preocupar com a Educação, e não em tá comprando os pais com 500 conto,e a higiene da escola e pessoal, a mercê. Mais aqui no estado de Alagoas o povo vota nos políticos porque fez uma música boa,uma propaganda na TV top. Mais vai olhar o HGE,como está, vai ver as escolas... só por Deus. A REALIDADE É OUTRA. (sic)”, avalia.

Há também quem acusa o governo de compra de votos institucionalizada. “Isso é compra de voto senhor governador, nossa resposta a todos os absurdos que esse governo fez chegará nas eleições. Corruptos nunca mais”, escreveu um internauta. “O Renan filho só quer dar dinheiro para o menino de 16 anos porque sabe que vota”, afirmava outro comentário.

Para o deputado estadual Davi Maia (DEM), as críticas ao governador são frequentes pela política da atual gestão ser focada em programas que nunca saem do papel. “Prova disso é o dinheiro da merenda, que foi aprovado por uma lei da Assembleia, revertendo em recursos de R$ 50 para as famílias durante a pandemia, que só foi pago uma vez. A prática é corriqueira, de desorganização. O governo não está preparado, mas fica utilizando programas que nem foram estruturados para rodar o Estado e fazer política”, avalia o parlamentar.