Deputado ironiza recapeamento de péssima qualidade em AL e lança campeonato de golfe

Davi Maia mostrou trecho da AL-210 se esfarelando, mesmo tendo sido recapeada recentemente pela gestão estadual

Denunciando a péssima qualidade do asfalto das rodovias estaduais de Alagoas, o deputado Davi Maia ironizou, neste sábado (23), o descaso e lançou a sugestão de um campeonato de golpe nos buracos formados no asfalto da AL-210, que liga as cidades de Palmeira dos Índios e a Zona da Mata de Alagoas. O trecho foi recém recapeado pela gestão estadual. Recentemente, a Gazeta de Alagoas também denunciou o caso, mostrando um trecho da AL-220, onde o asfalto está se deteriorando poucos meses após ser inaugurado pelo governo do estado.

Com um taco de golpe na mão, o deputado simulou uma partida e, em tom de ironia, agradeceu ao governador Renan Calheiros Filho pelo campo de golpe. "Queria agradecer ao governador Renan Calheiros por esse brilhante campo de golpe e por estar trazendo esse maior torneio de golfe da história de Alagoas", disse.

Davi Maia ainda cita vários municípios, que serviriam como sede para etapas do torneio, e afirma que a "estrada de farinha" também estará no Sertão. "Vai ter etapa aqui, em Quebrângulo, Paulo Jacinto. Vai ter em Arapiraca, vai ter em Taquarana. Vai ter no Sertão uma estrada de farinha dessa para a gente jogar uma bolinha."

Logo após, ele denuncia e mostra que um trecho da rodovia AL-210 também está esfarelando, o que, de acordo com o deputado, se repete em diversos locais do estado. "A qualidade do asfalto é essa: o velho asfalto de farinha que vocês já estão acostumados. Mas as coisas não vão ficar assim. A gente vai até onde precisar para encontrar os responsáveis por esta obra", finalizou Davi Maia, retirando pedaços do asfalto com as mãos.

ALE

A má qualidade das rodovias estaduais de Alagoas também já foi tema na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Os deputados apresentaram e conseguido aprovar, na Casa, um volume grande de indicações pedindo ao Executivo a melhoria do asfalto nas rodovias mais antigas e até nas recém-construídas, que já têm pontos de deterioração.

No início de outubro, os parlamentares analisaram um pacote com 19 indiciações solicitando ao governo, à Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER/AL) a recuperação urgente de várias estradas que cortam o Estado.

Outra reportagem da Gazeta de Alagoas, assinada pelo repórter Arnaldo Ferreira, ainda destacou que, dentre as 20 construtoras de estradas de Alagoas, apenas quatro garantiram, em sete anos de governo Renan Filho, faturamento de quase R$ 2 bilhões com construção, duplicação e recuperação de rodovias estaduais. Desse valor, as quatro já receberam R$ 1,4 bilhão, como mostra o Portal da Transparência. Algumas das obras se arrastam há mais de cinco anos.