Collor diz que vai colocar para funcionar hospitais e resolver drama financeiro de unidades credenciadas

Segundo o senador, uma questão que sempre chama atenção é a permanente crise com pagamento de hospitais conveniados com a Secretaria de Saúde de Alagoas

A saúde foi um dos temas que o senador Collor (PTB), candidato ao governo de Alagoas, abordou durante entrevista, nesta quarta-feira (17), ao programa Na Mira da Notícia, da Rádio 96 FM. Em conversa com o jornalista Angelo Farias, Collor reafirmou que vai colocar os hospitais para funcionar no estado e resolver o drama financeiro de unidades credenciadas.

“Vamos colocar para funcionar os hospitais que aí estão, mas que ainda não estão executando 100% das suas funções. Vamos credenciar as unidades junto ao governo federal e entregar à população alagoana hospitais que funcionam, com atendimento público de qualidade”.

Segundo Collor, uma questão que sempre chama atenção é a permanente crise com pagamento de hospitais conveniados com a Secretaria de Saúde de Alagoas. "Recebo sempre denúncias de hospitais cobrando o pagamento de atendimentos realizados. Vamos resolver isso de uma vez por todas. Essas unidades parceiras não podem viver com o pirex na mão".

A carência de água em alguns municípios alagoanos também foi pauta da entrevista, especialmente a conclusão das obras do Canal do Sertão. "Infelizmente essa obra vem andando a passos de guiné. Já são trinta anos e tudo ficou parado, só começou a ter andamento graças a ações do presidente Jair Bolsonaro. Já saímos de Delmiro Gouveia, Água Branca e estamos chegando em São José da Tapera. O Canal do Sertão termina em Arapiraca e o que desejamos é concluí-lo, fazendo com que a população da maior cidade do Agreste seja abastecida. O que faltou até hoje foi a devida atenção para a continuidade da celeridade das obras que são de extrema importância para a agricultura e indústria da região", acrescentou.

O apoio de Collor ao presidente Bolsonaro também foi esmiuçado na entrevista. O senador lembrou que estar ao lado do Chefe do Executivo do Brasil é ter a certeza de que o desenvolvimento de Alagoas e do país está cada vez mais avançando. Ele citou ações importantes que foram abraçadas pelo governo federal. O Canal do Sertão, projeto planejado ainda quando Collor foi presidente da República, é a solução para atender a população do interior, mas a falta de celeridade protela a maior alternativa de fornecer esse recurso a todos no estado.

Em Alagoas, o Auxílio Brasil vem protegendo mais de 519 mil famílias da extrema pobreza, com pagamentos mínimos de R$ 600. Na área social, Collor cita ainda o Auxílio Gás, que destinou recursos para mais de 152 mil famílias alagoanas. Além disso, ampliou o acesso ao Programa do Leite.

O Programa Casa Verde e Amarela, que vem realizando o sonho de moradias próprias para famílias vulneráveis, entregou desde 2019 mais de 16 mil unidades habitacionais. Na educação, o governo federal concedeu o perdão da dívida do Fies em 90% e aumentou em 33% o piso salarial do professor.