Cerca de 40 mil pessoas participaram de ato na Orla de Maceió, estima PM

Segundo a PM, o ato em defesa da liberdade e do presidente da República contou com 42 tratores, 36 caminhões e cinco trios elétricos

Cerca de 40 mil pessoas participaram, nesta terça-feira (7), em Maceió, da manifestação com pautas em defesa da liberdade, democracia, família e do presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido). O cálculo foi feito pela Polícia Militar de Alagoas (PM/AL). O grito dos excluídos teve participação de mil pessoas.

Segundo a PM, o ato em defesa da liberdade e do presidente da República contou com 42 tratores, 36 caminhões e veículos de passeio. Além disso, cinco trios elétricos foram utilizados durante o ato. Nenhuma ocorrência policial foi registrada.

Manifestantes lotaram a Orla marítima de Maceió - Foto: Cortesia

A capital alagoana contou até com atos no mar, um grupo de pessoas em lanchas e jet-skis acompanharam o trajeto e também demonstraram apoio ao grupo que protestava nas avenidas. Muita gente também observou a passagem do protesto das janelas e sacadas de prédios na Ponta Verde e Jatiúca.

Manifestantes lotaram a Orla marítima de Maceió - Foto: Cortesia

Nos trios elétricos, representantes de movimentos conservadores, de direita e religiosos, além de políticos, discusaram sobre as pautas que o grupo defende. O ato foi acompanhado por famílias inteiras, com a presença de muitos idosos e crianças. Bandeirolas e adesivos foram entregues.

A concentração para o ato começou ainda às 9h, no Corredor Vera Arruda, na Jatiúca. A maioria dos participantes usavam camisas da seleção brasileira de futebol e bandeiras do Brasil. Os manifestantes levaram também cartazes em que pediam “a liberdade do Brasil”.

Ato a favor de Bolsonaro reúne multidão na orla marítima de Maceió - Foto: Ailton Cruz