Após tiroteio com 6 feridos, deputado cobra providências do governo para garantir segurança nas festas juninas

Davi Maia informou que vai enviar ofícios à SSP e à Secult pedindo informações sobre planejamento da segurança

Após seis pessoas ficarem feridas em um tiroteio durante a festa de São João, no bairro do Benedito Bentes, em Maceió, na noite dessa terça-feira (14), o deputado estadual Davi Maia (União Brasil) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa (ALE), nesta quarta (15), para cobrar providências do governo do Estado (que é o organizador) para o que classifica como falha gravíssima na segurança.

O parlamentar informou que vai encaminhar, ao longo do dia, ofícios à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e à Secretaria de Estado da Cultura (Secult) pedindo informações acerca do plano que está sendo executado naquele e nos demais locais onde há festejos juninos, sejam eles públicos ou privados.

Segundo ele, caberia às forças de segurança do Estado promover a revista criteriosa das pessoas logo na entrada da arena dos shows. Seria o mínimo, como avalia, para assegurar a tranquilidade de quem vai se divertir em um espaço com grande aglomeração.

“Aconteceu uma falha gravíssima na segurança deste evento, refletindo em seis pessoas baleadas no local. Um fato sério que não pode se repetir. Precisamos tomar conhecimento se as pessoas que entram estão sendo revistadas e quais as medidas estão sendo adotadas nos demais espaços em que há festas juninas na capital e no interior”, destacou Davi Maia.

Ele diz que, com o pedido formal de informações, espera entender qual o planejamento do governo do Estado para a segurança destas arenas juninas e o número de efetivo policial empregado. E afirmou estar preocupado com o São João de Maceió, que terá início nesta quarta-feira (15), com várias atrações no Benedito Bentes também, em um espaço bem próximo ao que é organizado pelo Estado.

De acordo com o 5º Batalhão da Polícia Militar de Alagoas (BPM), havia um efetivo policial no local, mas a revista pessoal na entrada do evento era de responsabilidade da empresa privada, que, também, atuava na segurança. Pela explicação, a polícia se encarregou, apenas, da parte interna da área.

Dentre as vítimas do tiroteio na noite dessa terça está uma adolescente de 17 anos, que foi atingida por um tiro na perna. Ela foi socorrida pelo Samu e levada a um hospital particular da capital.

Quem estava no local gravou a cena a partir de um telefone celular. Algumas imagens mostram uma das vítimas se arrastando na lama, após ser atingida pelos disparos. Ela aparece com a roupa suja de sangue próximo às pessoas que curtiam o evento.

Um jovem de 20 anos teve uma lesão no pescoço e foi socorrido por uma Unidade de Suporte Avançado (USA) do Samu Alagoas e conduzido para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Alguns feridos foram atingidos por disparos no pé e na região lombar e, também, foram levados ao HGE, de acordo com o Samu.

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p