Recenseadora do IBGE é vítima de tentativa de estupro no município de Jequiá da Praia

Mulher aplicou o questionário na casa do acusado e, ao término, homem tentou atacá-la; ela conseguiu fugir e ele foi preso

Uma recenseadora que atuava na aplicação dos questionários do Censo 2022 no município de Jequiá da Praia foi vítima de uma tentativa de estupro na última segunda-feira (8). O caso veio à tona nesta quinta e o homem que teria praticado o crime foi preso.

A mulher, que não teve o nome divulgado, foi convidada a entrar na casa do acusado para aplicar o questionário e, lá, o homem, de 39 anos, fez a investida. Ela conseguiu fugir do local.

A polícia foi acionada e o acusado teve a prisão preventiva decretada pelo juízo da 4ª Vara de São Miguel dos Campos, sendo preso na última terça. Ele está detido na 6ª Delegacia Regional de Polícia.

Por meio de nota, o IBGE informou que a vítima recebeu todo o apoio e optou por continuar o trabalho, mas em outro setor censitário.

Confira a nota abaixo:

Nota Oficial

O IBGE vem a público repudiar e lamentar a conduta criminosa praticada contra uma de nossas recenseadoras durante exercício do trabalho de pesquisa, na última segunda-feira, no município de Jequiá da Praia. As autoridades policiais competentes foram rapidamente acionadas para a devida e necessária investigação. O boletim de ocorrência será entregue ao Procurador Regional da República, dada a jurisdição federal do caso.

O órgão informa ainda que tomou todas as providências de auxílio à vítima desde a ciência da tentativa do crime, ao prestar o indispensável apoio emocional e disponibilizar o corpo técnico especializado do Instituto para o suporte psicológico. Por fim, o IBGE informa que a servidora está bem e optou por seguir realizando as atividades em outro setor censitário.