Presos estelionatários que usam cartões clonados para comprar bebidas e lanches na Pajuçara

Criminosos adquiriam números de cartões para aplicar golpes por meio de sites que vendiam os dados sigilosos

Agentes da Operação Policial Litorânea Integrada (Oplit) prenderam nesta terça-feira (24) dois homens, de 21 e 34 anos, acusados de utilizarem cartões de crédito clonados para aplicar golpes contra estabelecimentos comerciais.

A ação de um dos estelionatários foi descoberta, após ele efetuar 18 compras na modalidade delivery com valores altos, acima dos R$ 1.200,00, em cervejas, refrigerantes e pizzas, em um restaurante localizado em frente a Praça Lyons, no bairro da Pajuçara.

Na noite da terça-feira, ele fez a 19ª compra, no valor de R$ 1.246,00, e a polícia foi avisada. Após a compra, a polícia se dirigiu até o bairro Benedito Bentes, onde o homem de 21 anos foi preso em flagrante. Na ocasião, ele apontou um cúmplice de 34 anos, que também foi preso na Rua Íris Alagoenses, no bairro Farol.

Os dois foram levados para a Central de Flagrantes, onde foram autuados em flagrante por crime de fraude eletrônica, cometida com a utilização de informações fornecidas pela vítima.

Segundo um dos suspeitos, esse tipo de atividade criminosa vinha sendo praticada por ele há mais de dois anos, efetuando compras em sites e adquirindo televisores, bicicletas, roupas, gêneros alimentícios, aparelhos celulares, sapatos, entre outros.

Para aplicar o golpe, eles entram em um site e conseguiam comprar cartões de créditos clonados. De posse desses números, eles faziam compras em diversos sites.