Organizador de festa clandestina no Francês é indiciado por provocar perigo à vida e infringir regras sanitárias

Evento realizado sem autorização reuniu centenas de pessoas em meio à pandemia da Covid-19

O organizador da festa clandestina na Praia do Francês, em Marechal Deodoro, nos dias 17 e 18 de julho, foi indiciado pela Polícia Civil (PC). A informação foi confirmada pela assessoria da PC, nesta terça-feira (3). O nome do profissional ainda não foi revelado, mas ele foi um dos primeiros a serem ouvidos pela delegada Ana Luiza Nogueira.

Sobre o inquérito, a delegada disse que está em fase de conclusão, mas que o organizador foi indiciado pelos crimes de infração de medida sanitária e de perigo à vida ou à saúde, já que a festa realizada sem autorização reuniu centenas de pessoas em meio à pandemia da Covid-19.

Pessoas que participavam da festa foram identificadas a partir de marcações e postagens nas redes sociais e, a partir daí, intimadas a depor. Aliás, no ambiente virtual, uma série de fotos e vídeos foi amplamente compartilhada pelos frequentadores. A festa foi organizada de maneira sigilosa nas redes sociais e reuniu pessoas do Nordeste inteiro, durante um fim de semana.

As imagens mostravam muita gente aglomerada e sem usar máscaras, o que é proibido por decreto governamental que libera a realização de eventos de forma restritiva. Para que ocorram, os organizadores devem observar o distanciamento social e diversas regras sanitárias de combate ao coronavírus.