Populares tentam linchar mulher que agredia filho com deficiência na orla de Maceió

Caso aconteceu nesta sexta-feira um dia após família de turistas ter chegado à capital alagoana

Integrantes da equipe Social do Programa Ronda no Bairro (PRB) atenderam uma ocorrência, nesta sexta-feira (14), de uma mãe que agredia seu próprio filho, de 7 anos, com necessidades especiais, em plena orla de Maceió.

Ao perceberem a situação, populares tentaram linchar a agressora de 44 anos, situação que foi controlada pelos agentes de proximidade do PRB. Ela estava acompanhada do marido, um professor universitário de 43 anos. Como a ocorrência envolve menor de idade, o Conselho Tutelar foi acionado e os envolvidos encaminhados para a Delegacia de Crimes Contra Crianças e Adolescentes (DCCCA), na Jatiúca.

A guarnição do Ronda no território Orla realizava patrulha, quando percebeu a situação e acionou os agentes sociais do PRB. A mãe, que é confeiteira, agredia seu filho e segundo informações obtidas pelos agentes, todos são do município de São Carlos, em São Paulo, e chegaram à capital alagoana nesta quinta-feira (13).

De acordo com populares, houve espancamento do menor, o que teria ocasionado a revolta e a tentativa de linchamento. Seguindo orientação do conselheiro tutelar responsável pela região, o casal e o filho foram encaminhados para a Delegacia de Crimes Contra Crianças e Adolescentes (DCCCA), na Jatiúca. As testemunhas abriram um Boletim de Ocorrência.

Por fim, a agressora foi conduzida para a Central de Flagrantes para realização de outros procedimentos cabíveis.