Dois morrem e cinco são presos em operação em Teotônio Vilela

Drogas, armas e farta munição foram apreendidas com o grupo após troca de tiros no Agreste akagoano

Uma operação integrada das polícias Civil e Rodoviária Federal (PRF), com o apoio do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público Estadual (MPE), em Teotônio Vilela, Agreste alagoano, deixou duas pessoas mortas nesta quinta-feira (10). Segundo os agentes envolvidos na operação, houve troca de tiros e dois integrantes de suposto grupo criminoso acabaram baleados. Cindo foram presos.
Ainda segundo a polícia, o bando é suspeito de envolvimento em vários crimes, como assaltos e homicídios, além de tráfico de drogas. Duas pistolas, calibres 380 e nove milímetros, foram apreendidas, além de drogas e farta munição.
Um dos suspeitos mortos foi identificado como "Pardal", que, segundo a polícia, possuía vasta ficha criminal, tendo sido considerado o líder do tráfico em Arapiraca, além de fugitivo do sistema prisional. 
Um dos mortos foi identificado como "Pardal". Segundo a polícia, ele possuía vasta ficha criminal, tendo sido considerado o líder do tráfico de drogas em Arapiraca, além de fugitivo do sistema prisional. 
Ainda de acordo com a Polícia Civil, Pardal tinha várias passagens pela polícia e era comparsa de "Tenorinho", que liderava o tráfico no bairro Manoel Teles, em Arapiraca, e foi assassinado juntamente com o sobrinho. 
Já o segundo suspeito morto em confronto com a polícia seria o chefe de "Pardal", identificado apenas como Márcio e que deixou o sistema prisional na semana passada.
 
Segundo a polícia, as diligências prosseguem, e um balanço da operação será divulgado pela equipe da Delegacia Regional de São Miguel dos Campos.