Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > POLÍCIA

DNA de preso é identificado em criança de 7 anos; ela foi raptada

Perícia continua trabalhando e realizando outros exames nos vestígios encontrados no suposto local onde aconteceu o estupro

A Polícia Científica de Alagoas informou, nesta terça-feira (20), que identificou DNA de Luiz da Conceição da Costa, de 43 anos, nas amostras biológicas encontradas e coletadas do corpo da criança de 7 anos, raptada e estuprada em Rio Largo, no dia 21 de janeiro. O laudo pericial será utilizado no inquérito policial como prova técnica do crime de estupro de vulnerável. Ele encontra-se preso.

A perita criminal Barbara Fonseca, do Laboratório de Genética Forense do Instituto de Criminalística, responsável pelo exame, explicou que esse foi o resultado da primeira análise realizada na unidade sobre o caso. Ela ainda continua trabalhando e realizando outros exames nos vestígios encontrados no suposto local onde aconteceu o estupro.

“Extraí o DNA de swabs anais da vítima, os quais foram confrontados com a amostra do suspeito. Inicialmente, foi realizado o teste de PSA (proteína produzida pela próstata e presente no líquido seminal) deu positivo, o que já indicou presença de sêmen na amostra. Em seguida, o DNA foi extraído e o perfil genético masculino encontrado na amostra anal da vítima apresentou coincidência total com o perfil do suspeito preso”, explicou a perita criminal.

Um laudo feito pelo Instituto Médico Legal Estácio de Lima (IML), da Polícia Científica, já havia confirmado que a vítima do suspeito apresentava lesões indicativas de violência sexual.

Mas, mesmo com a confissão do acusado, conforme o artigo 158 do Código de Processo Penal (CPP), quando a infração deixar vestígios, será indispensável o exame de corpo de delito, direto ou indireto, para comprovar tecnicamente o crime.

Artigos Relacionados

Luiz da Conceição da Costa, que trabalhava como pedreiro, estava em uma moto, uma Honda, quando abordou a menor e a levou para uma área de mata, próximo ao Aeroporto Zumbi dos Palmares, onde cometeu o abuso. Posteriormente, ele abandonou a criança, que foi avistada e resgatada por um casal.

Ele foi preso em 6 de fevereiro, em Arapiraca, no Agreste.

*Com assessoria

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Relacionadas