Tiroteio em escola no Canadá deixa mortos e feridos

Cinco pessoas morreram e duas ficaram gravemente feridas. Suspeito foi detido pela polícia de La Loche, segundo prefeito.

Cinco pessoas morreram e duas ficaram gravemente feridas em um tiroteio nesta sexta-feira (22) em uma escola na pequena cidade de La Loche, no Canadá, informou o primeiro-ministro Justin Trudeau, em Davos, na suíça, onde participa do Fórum Econômico Mundial.
A polícia confirma que a escola foi fechada e emitiu um alerta sobre uma situação de emergência na La Loche Community School. Anteriormente, o líder da comunidade indígena local, Teddy Clark, havia informado que o tiroteio tinha deixado dois mortos. O prefeito Kevin Janvier afirmou que ?um garoto com uma arma? foi detido.
O prefeito disse ainda ao site do jornal "Star Phoenix", de Saskatoon, que não sabe exatamente o que aconteceu, mas que a situação teria ?começado em casa e terminado na escola?.
Cerca de 900 alunos estudam nos dois prédios da escola, que tem classes do jardim da infância à 12ª série. Os tiros teriam sido disparados no prédio onde ficam os estudantes a partir da 7ª série, mas ambos foram interditados por volta das 13 horas (17 horas em Brasília) e ficaram fechados por duas horas, sem que ninguém pudesse entrar ou sair.
Com uma população de 3 mil habitantes, predominantemente indígena, La Loche fica a 600 quilômetros de Saskatoon, capital da província de Saskatchewan.