Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MUNDO

Militares norte-coreanos cruzam fronteira e recebem 'tiros de alerta'

Caso acontece em momento de tensão entre as duas nações, em que norte-coreanos e sul-coreanos enviam balões com lixo e produtos ideológicos


				
					Militares norte-coreanos cruzam fronteira e recebem 'tiros de alerta'
Coreia do Sul disparou “tiros de alerta” ao perceberem militares norte-coreanos cruzando a fronteira. Foto: Chung Sung-Jun/Getty Images

Em mais um incidente que aumenta a tensão entre os dois países, a Coreia do Sul disparou “tiros de alerta” ao perceberem militares norte-coreanos cruzando a fronteira. Durante as últimas semanas, além dos discursos de praxe, as duas nações têm enviado balões com lixo e propaganda ideológica uma para a outra.

O Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul divulgou nota afirmando que os soldados inimigos cruzaram a linha de demarcação “brevemente”. “Alguns soldados norte-coreanos que trabalhavam dentro da DMZ [zona desmilitarizada] na frente central cruzaram brevemente a Linha de Demarcação Militar”, afirmou o comunicado.

Leia também

“Depois que nossos militares emitiram transmissões e tiros de alerta, eles recuaram para o norte”, afirmou órgão, destacando que não houve “movimentos incomuns” por parte dos inimigos. Em entrevista coletiva, Lee Sung Joon, porta-voz do Estado-Maior Conjunto, disse que os norte-coreanos não cruzaram intencionalmente a fronteira.

Realmente, há áreas na região que são muito arborizadas e não existe sinais visíveis da fronteira. Entretanto, a zona desmilitarizada é cheia de minas e com postos fortemente armados de ambos os lados: uma marca do armistício da Guerra da Coreia, em 1953.

Ou seja, os dois lados, tecnicamente, permanecem em guerra.

Norte-coreanos e sul-coreanos enviam balões

E nas últimas semanas, além da tensão normal de exercícios militares por terra e por mar, uma “guerra de balões” tomou conta dos países. A Coreia do Norte enviou para o vizinho do sul centenas de balões com estrume e lixo. Seria uma retaliação aos balões enviados por ativistas do sul com propaganda ideológica.

Agora, a Coreia do Sul suspendeu um acordo de 2018 que proibia a transmissão de mensagens por alto-falante na área da fronteira. O governo afirmou que os vizinhos do norte estavam se preparando para fazer o mesmo.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas