Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > MUNDO

Milei canta como rockstar durante lançamento de livro

Vestido com casaco preto, camisa, gravata e jeans escuro, presidente argentino gesticulou feito um rockstar


				
					Milei canta como rockstar durante lançamento de livro
O presidente argentino Javier Milei canta durante a apresentação de seu novo livro ‘Capitalismo, Socialismo e a Armadilha Neoclássica’ no estádio Luna Park, em Buenos Aires. LUIS ROBAYO/AFP

O presidente da Argentina, Javier Milei, virou roqueiro e cantou na noite dessa quarta-feira (22), durante lançamento de seu livro “Capitalismo, socialismo e a armadilha neoclássica”, em um evento literário e musical.

Milei cantou no estádio Luna Park, no centro de Buenos Aires, para uma plateia de seguidores, dirigentes políticos e integrantes de seu gabinete. Durante a apresentação, ele criticou e atacou a esquerda.

Leia também

Vestido com casaco preto, camisa, gravata e jeans escuro, o presidente argentino gesticulou feito um rockstar, balançou os braços e correu pelo palco, exultante e eufórico, iluminado por um holofote.

A música cantada por Milei, "Panic Show", fez parte de sua campanha presidencial e é do grupo La Renga.

“Queria fazer isso porque queria cantar”, gritou ele.

Milei cantou versos de sua música favorita, informou a imprensa argentina: “Toda a casta é meu apetite”.

A apresentação durou apenas alguns minutos. O público, entusiasmado, entoou cantos contra a ex-presidente argentina Cristina Kirchner e também insultou o presidente da Espanha, Pedro Sanchez, que recentemente retirou diplomatas do país após Milei acusar sua esposa de corrupção.

Na primeira fila do Luna Park estavam Karina Milei, secretária-geral da Presidência e irmã do presidente; Martín Menem, presidente da Câmara dos Deputados; Patrícia Bullrich, ministra da Segurança; Victoria Villarruel, vice-presidente, entre outros integrantes de seu gabinete.

Meios de comunicação locais chamaram o lançamento de "Mileipalooza", em referência ao festival Lollapalooza.

Depois de cantar, o presidente discursou, interrompido várias vezes pelo público, em alguns casos com xingamentos ao presidente espanhol. O evento foi definido pelo chefe de Estado como "festa da liberdade".

O presidente reiterou sua defesa de um Estado enxuto, criticou o socialismo, e abordou, ainda, temas que provocam polêmica no país, entre eles sua oposição à lei que legalizou o aborto.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas