Kim Jong-un inspecionou teste com 'nova arma guiada', diz agência norte-coreana

Apesar dos disparos de mísseis efetuados na quinta-feira, secretário de Estado dos EUA ainda espera que negociações entre os dois países aconteçam

A nova "arma tática guiada", que foi lançada na quinta-feira (24), foi inspecionada pelo líder norte-coreano Kim Jong-un. O objetivo era advertir a Coreia do Sul sobre sua contínua adoção de armas de alta tecnologia e seus exercícios militares conjuntos. As informações foram divulgadas pela agência estatal KCNA nesta sexta-feira (26, horário local).
A Coreia do Norte testou dois mísseis balísticos de curto alcance, segundo oficiais sul-coreanos, em seu primeiro teste de mísseis desde que Kim e o presidente dos EUA, Donald Trump, concordaram em reativar os diálogos sobre desnuclearização, no mês passado.
"Somos forçados a continuar desenvolvendo sistemas de armas super poderosas para eliminar as ameaças potenciais e diretas à nossa segurança nacional vindas do Sul", disse Kim, de acordo com a KCNA.
Ainda assim, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, disse nesta quinta-feira que espera que negociações de nível prático com a Coreia do Norte aconteçam dentro de duas semanas, e que os Estados Unidos ainda enxergam uma solução diplomática para avançar na resolução do conflito, apesar dos testes de mísseis promovidos por Pyongyang.
"Queremos que a diplomacia funcione. Queremos que o presidente Kim (Jong Un) cumpra a promessa feita ao presidente (Donald) Trump, de que ele iria desnuclearizar o país", disse Pompeo em uma entrevista ao canal de televisão Bloomberg.
"Continuamos convencidos de que há uma via diplomática para avançar, uma solução negociada para isso", acrescentou Pompeo, indicando que esperava negociações práticas com a Coreia do Norte "nas próximas duas semanas, prevejo".

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p