Em reunião do Brics, Bolsonaro diz que parceria com a China é 'essencial para a gestão adequada' da pandemia

Presidente já insinuou em ocasiões anteriores que o coronavírus foi criado na China de propósito e também já desdenhou da vacina chinesa. Mas o tom foi diferente na reunião virtual, da qual também participou o presidente chinês

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que a parceria com a China “tem mostrado essencial para a gestão adequada da pandemia no Brasil”, já que parte das vacinas contra Covid-19 aplicadas no Brasil tem insumos do país asiático. A afirmação aconteceu na manhã desta quinta-feira, 09 de setembro.

Bolsonaro deu a declaração durante reunião virtual de líderes do Brics, bloco composto por Brasil, China, Rússia, Índia e África do Sul. O presidente da China, Xi Jinping, participou da cúpula, assim como Vladimir Putin (Rússia), Cyril Ramaphosa (África do Sul) e Narendra Modi (Índia).

Nesta quinta, o presidente elogiou a relação com a China, principal parceiro comercial do Brasil. O presidente lembrou que em 2019 teve a oportunidade de se reunir pessoalmente com Xi Jinping, em Brasília durante cúpula dos Brics, e destacou a “parceria” no combate à pandemia.

“Esta parceria se tem mostrado essencial para a gestão adequada da pandemia no Brasil, tendo em vista que parcela expressiva das vacinas oferecidas à população brasileira é produzida com insumos originários da China", disse.