Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Deslizamento deixa 10 mortos e mais de 2 mil turistas isolados

Chuva causa alagamentos entre o Nepal e a Índia


				
					Deslizamento deixa 10 mortos e mais de 2 mil turistas isolados
Enchentes no Himalaia deixam dez mortos e mais de 2 mil turistas isolados. Foto: Government of Sikkim via CNN Newsource

Pelo menos 10 pessoas morreram em inundações e deslizamentos de terra na região do Himalaia, na Índia e no Nepal, após fortes chuvas na quinta-feira (13), segundo autoridades locais. As fortes chuvas também deixaram 2.400 turistas retidos no estado de Sikkim, no nordeste da Índia.

Seis pessoas morreram no estado indiano de Sikkim e outras quatro morreram em um deslizamento de terra na província vizinha de Koshi, no Nepal, segundo autoridades.

Leia também

“Está chovendo continuamente desde as últimas 36 horas… recuperamos os cadáveres e eles foram entregues às famílias”, disse Hem Kumar Chettri, magistrado distrital de Sikkim, à CNN. Pelo menos 45 casas, estradas, pontes e infraestruturas foram “gravemente danificadas” pelas chuvas, acrescentou.

Fazendo fronteira entre o Butão e o Nepal, o estado de Sikkim, no nordeste do país, é conhecido pelas suas paisagens cênicas do Himalaia, ostentando 28 picos de montanhas, 21 geleiras e mais de 200 lagos. Mas, como qualquer região montanhosa, está sujeita a inundações repentinas e deslizamentos de terra mortais.

No ano passado, dezenas de pessoas morreram depois que um lago glacial no estado estourou após chuvas torrenciais e os cientistas alertaram que condições meteorológicas extremas se tornarão mais frequentes e intensas à medida que a crise climática causada pelo homem se intensifica.

Chettri disse que aproximadamente 2.400 visitantes estão retidos em vários pontos turísticos do estado depois que deslizamentos de terra cobriram estradas com escombros e fortes chuvas danificaram algumas pontes.

“Eles estão presos, mas estão seguros, falamos com os proprietários dos hotéis para abrigá-los até que o tempo melhore, não há ninguém nas estradas… aconselhamos os turistas a ficarem onde estão”, disse ele.


				
					Deslizamento deixa 10 mortos e mais de 2 mil turistas isolados
Região do Himalaia sofre com alagamentos repentinos. Foto: ANI/Reuters via CNN Newsource

Forças estaduais de resposta a desastres foram mobilizadas para limpar estradas. “Os danos são muito graves, por isso levará algum tempo, mas esperamos que dentro de uma semana possamos restaurar a conectividade”, disse Chettri.

O Departamento Meteorológico da Índia disse que “ocasiões intensas de chuva” provavelmente continuarão sobre Sikkim na sexta-feira (14). O estado vizinho de Bengala Ocidental também foi afetado por inundações nos últimos dias, com árvores arrancadas, edifícios danificados e níveis elevados de água no rio Teesta.

Enquanto o norte enfrenta chuvas torrenciais, a Índia sofreu um verão longo e recorde – com uma parte da capital, Délhi, registrando a temperatura mais alta da história do país, de 49,9ºC no mês passado.

O aumento das temperaturas no país coloca em risco o progresso recente na redução da pobreza, na saúde e no crescimento econômico.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas

X